Entrevista com Lara Teixeira (Nado Sincronizado)

O HTE Sports teve a honra de entrevistar Lara Teixeira, a capitã da equipe de nado sincronizado do Brasil. Ela estará representando nossa bandeira tanto no Pan esse ano, quando no ano que vem nas Olimpíadas. Lara possui 27 anos, e já aos 20 conseguiu um importante feito ao conquistar uma medalha de bronze no pan americano. Hoje, a equipe de nado sincronizado do Brasil está entre as melhores do mundo, e isso passa diretamente pelo trabalho de Lara.

O nado sincronizado é uma categoria que demonstra uma alegria e leveza durante as apresentações. A Lara Teixeira fora das piscinas tem essa mesma característica alegre como o esporte mostra aos espectadores?

Sim, me considero uma menina muito alegre. Principalmente porque faço o que amo como trabalho. Deus me abençoou com essa oportunidade.

O Pan-americano e o Mundial estão se aproximando. Como está a sua preparação e de toda a equipe de Nado Sincronizado para essas competições.

Estamos treinando forte 6 vezes por semana, 7 horas por dia. Viajaremos dia 07 para Montreal para um camping training antes do PAN.

Ainda resta pouco mais de um ano, mas já lhe causa ansiedade pensar em disputar uma competição olímpica no estado em que você nasceu?

Sim, a olimpíada em casa me traz uma motivação especial. Estou muito animada para essa experiência.

Você com menos de 20 anos já conquistava uma medalha de bronze no pan-americano. Agora com seus 27 anos, quais as principais diferenças entre aquela Lara e essa Lara? A experiência vai lhe ajudar a conquistar o ouro?

Claro… o NS exige uma maturidade corporal e metal enorme e essa será um trunfo para nossa equipe. Estamos confiantes em conquistar o ouro no PAN e minha experiência ajudará a equipe.

Sua inspiração no esporte é Gemma Mengual. Nos jogos olímpicos de 2008 vocês duas estavam presente na competição. Como foi competir nas mesmas águas que sua grande heroína no esporte?

Não considero ela minha heroína, mas ela é minha inspiração sim. Pois sabia como ninguém usar os movimentos do corpo na água. Competir junto com ela foi super especial. Pude observa-la de perto!

O Brasil se aproxima do momento de sediar uma das maiores competições esportivas existentes. Como você analisa a estrutura do país para esse evento?

Estamos caminhando para um mega evento no país e sem a tradição de grandes sedes temos o receio de que não estamos no rumo certo, porem acredito que o Brasil irá surpreender e fará uma olimpíada exemplar. Será um aprendizado para todos e espero que dê muitos frutos positivos para o esporte nacional.

Quando se fala em esporte no Brasil logo se pensa em futebol ou vôlei. Como atleta olímpica, você acha que tem o investimento necessário para outras categorias que são muito importantes como o próprio Nado Sincronizado?

Acho que estamos melhorando, mas ainda não chegamos na excelência como outros países. A falta de uma política esportiva nacional contribui para o gap de investimentos no esporte olímpico.

Qual o tamanho da importância das medalhas conquistadas no Japão Open?

Uma força a mais para a equipe no PAN, nosso próximo desafio e a afirmação de que o Brasil está melhorando a cada ano e competição. Estamos vindo com força total!

Com que olhos você analisa a realização do Dueto Misto que acontecerá no Mundial?

Muito positiva para o esporte. Será um marco e um divisor de águas para o NS. Ter homens no esporte só engrandece e aumenta o número de adeptos pelo mundo!

Qual o diferencial da equipe de Nado Sincronizado do Brasil para que se alcance as conquistas? Quais suas principais responsabilidades como capitã da equipe?

O diferencial será nossa motivação de competir a olimpíada em casa e meu papel é liderar a equipe como minha experiência, passando a elas que as conquistas são realizadas no dia-a-dia dos treinos.

 Agora, a equipe brasileira de Nado Sincronizado conta com a Websérie “Nosso mundo de cabeça pra baixo”. Qual a importância da criação dessa websérie. Você particularmente está gostando? E em poucas palavras, como você define o seu mundo de cabeça pra baixo?

Essa websérie é excelente para mostrarmos ao mundo nosso trabalho duro e o que passamos para representar o Brasil nas competições internacionais. Meu mundo de cabeça pra baixo é especial porque amo o que faço!!! Sou apaixonada por esse esporte.

 A equipe do HTE Sports deseja à equipe brasileira de Nado Sincronizado toda a sorte do mundo para que se alcancem cada vez mais conquistas. Que recado você gostaria de mandar a todos os fãs que acompanham vocês?

Gostaria de agradecer todo o carinho que recebemos e pedir que torçam mais e mais por nós no PAN de Toronto. Vamos com força total para ganhar o OURO para o Brasil.

%d blogueiros gostam disto: