Hospício #15 – Entrevista com Teleco

O Hospício entrevista um dos mais bem informados torcedores do Corinthians no Twitter: Teleco (ou @Teleco1910)

hospício

H: Primeiramente, muito obrigado por conceder a entrevista ao HTE Sports. É um grande prazer poder entrevistá-lo      

T: O prazer é todo meu de falar com vocês!

H: Como você avaliaria a atual situação do Corinthians? Vê a crise econômica no time como um buraco ou uma oportunidade de contratar possíveis novos ídolos?

T: Acho que a situação no Corinthians podia ser melhor, mas não é uma catástrofe total como tem sido divulgado. Quanto a novos ídolos, um dia todos estes nossos jogadores eram desconhecidos e cresceram no clube ou fora dele. Já temos uma base de jogadores experientes que podem segurar a barra de ter jovens no time, e são estes que eu gostaria de ver no clube, ou da base ou contratados. 

H: Por falar em ídolos, Guerrero e Sheik farão realmente muita falta ao Corinthians, em sua opinião? O Teleco (jogador) faria jus, hoje, à camisa 9 do Corinthians?

T: Apesar de gostar de Guerrero e seu estilo, ele só teve um semestre excepcional no Corinthians, o segundo de 2014. Sheik, apesar de ter feito grandes partidas – como por exemplo carregar o time nas costas contra o Once Caldas – era mestre em nos deixar na mão quando precisávamos dele. Então acho que este ídolo na verdade está por vir, estávamos na verdade carentes de ídolos. 

Teleco? Coloca os dois juntos no bolso.

H: Por que a escolha desse jogador, Teleco, para usar como um heterônimo?

T: Quando fui escolher um nome no Twitter, gostaria de fazer uma homenagem a um jogador do passado, mas que não me confundissem com ele (aliás, falhei completamente neste quesito – volta e meia me pedem um autógrafo ou entrevista). Meu “anonimato” é por uma razão simples: não trabalho com nada relacionado a jornalismo ou similar e não gostaria de ser reconhecido pelos clientes, funcionários e chefes. Como já tínhamos muitos “Necos” no twitter, passei para Teleco; e aqui estamos. Fiquei contente que inclusive o neto dele me parabenizou no Twitter.

H: A pergunta que não quer calar: O Corinthians faria bonito na Champions League?

T:Com o abismo monetário entre os clubes, qualquer comparação seria descabida. Mas… o Corinthians já jogou de igual para igual com muitos times melhores que ele, ganhou na raça e na força da torcida e ganhou os dois Mundiais que disputou. Quem sabe?

H: Se pudesse contratar ou reviver algum jogador para jogar hoje no time do Corinthians, qual nome você escolheria? Acha que somente esse jogador resolveria a vida do Corinthians? (obs: não vale o Teleco)

T: Neco. O primeiro ídolo, e um dos maiores.

H: A crise financeira no clube reflete também no campo e nos resultados. A quem você culparia por essa crise? Acha que o Andrés tem sua parcela de culpa?

T: Olhando de fora, fica difícil dizer qual foi a contribuição de A ou B para chegarmos a este ponto. O que podemos dizer com toda a certeza é que cada um dos integrantes da chapa atual tem sua parcela de culpa.

H: Se fosse presidente do Corinthians, o que mudaria? Qual seria sua primeira medida?

T: Direito a voto para presidente para todos os sócios do Fiel Torcedor  com mais de 24 meses de associação.

H: Dos possíveis reforços que o Corinthians pode contratar, qual deles você traria e qual deles você não traria e porquê?

T: Não estou muito animado com os reforços sendo especulados, mas pelo menos Téo Gutiérrez teria uma estatura condizente com a que o Corinthians precisa. Focaria mais em jogadores que ainda não jogaram em times grandes ou da nossa própria base. Acho que os reforços sendo especulados são mais para compor o elenco que melhorá-lo.

H: Se os jogadores que passaram pela famosa #FaltaAssinar tivessem realmente vindo para o Corinthians, teriam capacidade para ser titulares no time de hoje? Leandro Banana seria titular no lugar do Guerrero ou o Love é melhor?

T: Por sorte ou destino, nenhum dos #FaltaAssinar deu muito certo onde foram contratados; acho que o único que traria um salto grande de qualidade seria o Conca, que preferiu se enterrar na China. Love motivado e em forma é o equivalente a 14,7 Leandros Bananas.

H: Qual seria o time ideal do Teleco com jogadores do atual elenco corinthiano?

T: Cássio; Fágner, Yago, Gil e Arana; Cristian, Marciel, Renato Augusto e Matheus Pereira; Malcom e Léo Jabá. Todos estes estão prontos para jogar como titular hoje? Não.

H: O Corinthians tem muitos jogadores que não engrenaram ou que não agradam a Fiel. Qual deles você dispensaria e quais daria uma segunda chance? Acha que esses que merecem uma segunda chance podem se destacar algum dia?

T: Temos o curto prazo e o longo prazo. Neste momento temos jogadores necessários ao elenco e ao grupo, como Uendel, Romero ou Edu Dracena, mas que não vejo nos levando ao topo novamente. Então iria paulatinamente substituindo estas peças com novos jogadores.

H: Muito obrigado, Teleco, pela entrevista. Mande um salve (como diria o saudoso Zina) para toda a nação corinthiana que acompanha o HTE. Fale um pouco mais, também, de seu trabalho no site Meu Timão 

T: Recebi um sem-número de convites para fazer colunas em sites, mas sempre recusei por ser difícil compatibilizar com minhas outras atividades e por não acreditar ser um bom articulista – escrever em 140 caracteres é muito mais simples. Um dos meus primeiros seguidores insistiu bastante para que eu entrasse no Meu Timão e aceitei. Lá procuro focar em assuntos que vejo que preocupam a torcida – afinal, EU sou um torcedor – e tem pouca cobertura na mídia em geral, ou não tem o foco corinthiano que quero ler. A reação tem sido bastante positiva. Eu que agradeço pela oportunidade, e deixo a todos a minha frase predileta: Vai Corinthians!

Thiago Cunha Martins

Paulistano, alvinegro, co-fundador e Diretor-geral do HTE Sports. Jornalismo por paixão, Psicologia por vocação. Adorador do futebol e tudo o que o rodeia. Fã curioso da NFL, UFC e eventual seguidor de outros esportes

%d blogueiros gostam disto: