As mulheres e o esporte #1

Texto: Evelyn Menezes

A partir de hoje se inicia no HTE uma série onde você terá a oportunidade de conhecer um pouco mais sobre a presença feminina no esporte em geral.

E para começar vamos falar um pouco sobre como foi a aceitação das mulheres no esporte.

O sexo feminino sempre foi rotulado como frágil e durante anos a mulher teve como únicas funções cuidar da casa e da família, porém essa situação mudou de figura nos últimos tempos, além de conquistar seu espaço no mercado de trabalho as mulheres estão ganhando cada vez mais apoio e visibilidade no esporte.

Tudo começou nos Jogos Olímpicos da Antiguidade onde as mulheres eram proibidas de participar e até mesmo de assistir as competições. Na Grécia Antiga a lei que proibia mulheres no esporte era tão rígida que a pessoa que a desobedece-se seria condenada a pena de morte. Essa situação permaneceu assim até que uma mulher chamada Caripátida desobedeceu esta lei indo assistir ao seu filho competir no pugilato, ela se disfarçou de homem e foi ao local da competição. Seu filho ganhou e a alegria foi tanta que Caripátida acabou sendo descoberta ao comemorar, porém por ser de família influente acabou escapando da morte e sendo castigada com agressão física. Daí em diante, as mulheres foram autorizadas a assistir as competições e a participar apenas como dançarinas, para puro entretenimento dos espectadores entre a disputa de uma modalidade e outra.

Nos Jogos Olímpicos da Antiguidade de 268 a.C. a grega Belistiche foi a primeira mulher a participar e vencer uma prova olímpica, a quadriga de potros – corrida de carroças puxadas por quatro animais cada – e por muito tempo essa foi a única modalidade que permitiu a presença feminina.

A participação efetiva feminina nos esportes só aconteceu em 1900 nas Olimpíadas de Paris, onde 22 mulheres competiram junto com os homens nas modalidades de croquet, equitação, golfe, tênis e vela. A partir de então as mulheres foram aceitas em cada vez mais modalidades e somente nas Olimpíadas de Londres em 2012 é que houve a participação feminina em todas as modalidades disputadas.

%d blogueiros gostam disto: