Dez anos do “Clássico dos Aplausos”

Texto: Gustavo Castelano
Nesse dia, há dez anos, Ronaldinho era aplaudido de pé por todo Santiago Bernabéu. Depois de dois gols e várias belas jogadas, o brasileiro foi ovacionado pela torcida rival. Os aplausos eram a coroação para uma grande exibição. O HTE Sports irá recordar como foi essa partida inesquecível.
O Jogo
19 de Novembro de 2005. Mais um “El Clásico“, mais uma partida com muitas expectativas. Os maiores rivais se enfrentavam na casa do Real Madrid, e o mandante era o favorito para a partida. O time comandado pelo brasileiro Vanderlei Luxemburgo, foi a campo com: Casillas, Michel Salgado, Sérgio Ramos, Helguera, Roberto Carlos. Beckham, Pablo Garcia, Zidane, Raúl, Robinho e Ronaldo. Os galáticos precisavam da vitória para encostar nos rivais, na disputa pelo título do campeonato.
(Uma partida repleta de craques)
 
A equipe catalã, comandada por Frank Rijkaard, foi a campo com: Valdés, Van Bronckhorst, Puyol, Oleguer, Rafa Márquez, Edmílson, Xavi, Deco, Messi, Ronaldinho, Eto’o. A jovem promessa Lionel Messi, entrava em campo no lugar do francês Ludovic Giuly.
A partida começou, e o domínio do Barça foi nítido. Nos primeiros lances de perigo, Messi quase marcou por duas vezes. O camaronês Samuel Eto’o parou nas defesas de Casillas. A pressão do Barcelona deu certo, e logo aos 15 minutos da primeira etapa, Eto’o balançou as redes. 1-0. Mesmo após marcar, a equipe catalã mandava no jogo. Os donos da casa tiveram poucas oportunidades e a maioria das investidas foram em contra-ataques.
Ao fim do primeiro tempo, só se viu um time em campo. Os destaques da partida eram Eto’o e Messi. “La pulguita” fazia seu primeiro clássico, e logo aos 18 anos mostrava um enorme potencial. Ronaldinho ainda não tinha marcado, mas se destacava por seus dribles e passes que assombravam a defesa merengue. Casillas foi o destaque do Real Madrid.
O segundo tempo começou, e logo aos dois minutos, Messi já dava trabalho a zaga adversária. Aos 12 minutos, após passe de Deco, Ronaldinho marca seu primeiro gol. O craque recebeu na lateral do campo, deixou a zaga do Real Madrid para trás e marcou um lindo gol. 2-0.
(Ronaldinho marca seu primeiro gol na partida)
 
O Real Madrid estava irreconhecível. O placar assinalava 2-0, e os catalães ditavam o ritmo do jogo. Aos 30 minutos do segundo tempo, após outro passe de Deco, Ronaldinho fecha o caixão. Após “humilhar” Sérgio Ramos, o melhor do mundo marca o terceiro e entra pra história.
Os torcedores madrilenhos se renderam à magia. Nove dias antes de receber a bola de ouro, em Paris, Ronaldinho era aplaudido de pé pela torcida do maior rival. Um ato simbólico, que demonstrava o tamanho do jogador. Ele era o terceiro a conseguir tal feito, junto com os gênios Maradona e Cruyff. Uma partida inesquecível, que sempre estará na memória dos amantes do futebol.

(Os aplausos da torcida do Real Madrid.)
 
Relembre os melhores momentos desse jogo inesquecível:
%d blogueiros gostam disto: