Backcourt NBA – Um momento que certamente ficará para a história

 Amanhã, 30 de dezembro de 2015, jogarão na cidade o Los Angeles Lakers visitará Boston para enfrentar o Celtics. A equipe angelina faz a pior campanha da conferência Oeste até o momento, com apenas 5 vitórias e 27 derrotas, enquanto o Celtics tem uma campanha mediana, ocupando atualmente a 8ª posição da conferência Leste. Em condições normais, esse jogo não mereceria nenhum grande destaque e com certeza não chamaria a atenção de grande audiência. Mas não estamos falando de uma condição normal. Esse jogo marcará a última apresentação de Kobe Bryant no TD Garden.

A rivalidade entre Lakers e Celtics é considerada por quase unanimidade como a maior da NBA. É responsável pela popularização da liga nos anos 80, com grandes duelos entre Magic Johnson e Larry Bird e viveu m período de trevas nos anos 90 e começo dos anos 2000. Mas foi reacendida no final da década passada, justamente pela presença de Kobe nos Lakers e de um time mais forte em Boston, com o trio Pierce, Garnett e Ray Allen.

Durante a temporada regular, são somente dois jogos entre as equipes com maior número de títulos da NBA, mas tivemos a oportunidade de apreciar grandes finais nesse período, em 2008 e 2010, com uma vitória para cada lado. Como o fã dos Celtics que mandou aquela famosa carta para Kobe após o anúncio da aposentadoria, foi uma rivalidade saudável, de muito respeito, mas muita competitividade. Rivalidade sempre marcada por grandes embates entre as duas mais emblemáticas franquias da NBA. E, assim como foi quando Derek Jeter, ex jogador do NY Yankees pisou pela última vez na casa do Red Sox, é esperada uma bela homenagem dos torcedores de Boston quando Kobe deixar a quadra pela última vez.

A temporada do Lakers não tem outra pretensão que fazer uma turnê de despedida do seu astro. Vimos isso ontem, em Charlotte, onde antes do início do jogo tivemos uma mensagem de Michael Jordan, hoje um dos donos do Hornets, fazendo um discurso emocionante no telão do ginásio. Kobe também lidera com certa folga as votações para o All Star Game, que será disputado em Toronto em fevereiro.

Por isso, dentre os jogos de amanhã, certamente ficarei ligado nesse confronto, que marcará o encerramento de um ciclo da maior rivalidade da NBA. Certamente ela voltará um dia a ser protagonista. Mas, com a aposentadoria de Kobe, parte da rivalidade também se encerra.

Marcelo Tadeu Parpinelli

Um cara que gosta de opinar sobre tudo, principalmente daquilo que não conhece e não entende. Aspirante a filósofo nas horas vagas.

%d blogueiros gostam disto: