SOBERANO’S #51 – Bem-vindo, Edgardo Bauza

Não estamos mais sem técnico para o início da Libertadores 2016. A diretoria anunciou ontem a contratação do argentino Edgardo Bauza, que estava no San Lorenzo, onde foi campeão da competição sul-americana mais desejada por nós torcedores são-paulinos em 2014, repetindo o feito que já tinha conquistado com a LDU em 2008. Novamente o São Paulo aposta em um estrangeiro para comandar o elenco, depois da experiência com o colombiano Juan Carlos Osório no meio desse ano.

E, na opinião deste que vos escreve, foi uma boa escolha. Há tempos acho que o futebol brasileiro precisa de idéias novas e sair dessa mesmice de treinadores medíocres que rondam o Brasil. Porém, é preciso ter calma e paciência para com o novo treinador, dar tempo para ele se adaptar com o idioma e a vida na capital paulista e implantar sua metodologia.

Digo isso porque desde ontem já vejo muita gente rotulando o novo treinador de retranqueiro. Não vou fazer como a maioria que não acompanha futebol argentino e se prende na estatística de que o time foi a melhor defesa da Copa Libertadores no ano que o time sagrou-se campeão. Vi somente dois jogos recentes do San Lorenzo, ambos os confrontos contra o São Paulo na Libertadores, com uma vitória para cada lado. Na Argentina, fomos sufocados e no Morumbi sufocamos. Mas, nos dois jogos, o San Lorenzo foi, sem dúvidas, mais organizado taticamente, característica de todas as equipes portenhas.

Sem dúvida o São Paulo precisa de mais organização em campo, além de mais garra, velocidade e qualidade técnica. Por isso, é o momento ideal para trazer um treinador de fora. Embora não tenhamos um tempo de pré-temporada ideal, com o segundo jogo oficial já sendo o primeiro do mata-mata da Pré-Libertadores, o São Paulo inicia sua reformulação do elenco. Na minha visão, o São Paulo precisaria trazer dois zagueiros e um primeiro volante para serem titulares, e dois laterais (um de cada lado) um meia e um atacante para compor elenco, pelo menos. Além de se livrar de algumas peças que não tem condição de vestir a camisa, como Wesley, Lucão e Reinaldo.

Portanto, seja bem vindo professor Edgardo Bauza. Que você consiga fazer um bom trabalho e coloque o São Paulo nos eixos, de um jeito que volte a nos dar vontade de assistir os jogos novamente, coisa que nos últimos anos tem sido bem difícil. E que a diretoria não estrague tudo com você como estragou com Osório.

Marcelo Tadeu Parpinelli

Um cara que gosta de opinar sobre tudo, principalmente daquilo que não conhece e não entende. Aspirante a filósofo nas horas vagas.

%d blogueiros gostam disto: