Vem de 5: Momentos “empolgou” do futebol

O Vem de 5 de hoje traz 5 momentos “empolgou” do futebol. Obviamente, esses são alguns exemplos, e certamente há vários outros. Se relembrar de algum, interaja nas redes sociais do HTE ou por meio do comentário deste post.

O mais famoso de todos e que criou a categoria “empolgou”: Paulo Nobre, após um jogo-treino (!) disse que seria difícil vencer o Palmeiras na temporada de 2014. O Verdão se salvou do rebaixamento na última rodada.

Steven Gerrard, capitão do Liverpool em 2005, disse, antes do jogo contra o São Paulo no Mundial de Clubes daquele ano: “Nós nos sentimos imbatíveis”. O Liverpool vinha de 11 jogos sem tomar gols, e tomou, aos 22 minutos do primeiro tempo, um gol de Mineiro, o mais inesperado de todos.

Quando o Brasil iniciou a preparação para a Copa de 2014, em Maio do mesmo ano, Parreira concedeu uma coletiva e afirmou com todas as letras: “Já estamos com a mão na taça”. Só esqueceram de avisar a Alemanha. Gol da Alemanha (7x)

Carlos Sanchez, meia do River contratado pelo Monterrey mas que ainda disputa o Mundial pelos millonarios, disse, em entrevista: “Quero que Messi jogue, porque depois que ganharmos vão dizer que foi porque ele não estava”. Pois é. Muito parecido com o Léo, em 2011: “Vamos ver se o Barcelona é tudo isso mesmo” (outro momento empolgou)

Keirrison, em 2009, ainda quando jogava pelo Palmeiras, tinha um sonho. O atacante (que até que fazia boas atuações) queria jogar ao lado de Messi por um bom tempo na sua carreira: “Tenho também um sonho de jogar com um grande jogador como o Messi, mas isso mais para frente”. A oportunidade veio, Keirrison foi contratado pelo Barça, mas não disputou nenhum jogo pelo clube catalão.

Thiago Cunha Martins

Paulistano, alvinegro, co-fundador e Diretor-geral do HTE Sports. Jornalismo por paixão, Psicologia por vocação. Adorador do futebol e tudo o que o rodeia. Fã curioso da NFL, UFC e eventual seguidor de outros esportes

%d blogueiros gostam disto: