Australian Open – A quinta final

O escocês Andy Murray chega a sua quinta final em Melbourne, buscando seu primeiro título na Austrália. E chegar lá, não foi fácil, do outro lado estava o canadense Milos Raonic, o jogo de 4h e 5 sets, no final o atual vice-campeão venceu por 3 sets a 2 – parciais de 4/6, 7/5, 6/7, 6/4 e 6/2.

O número 2 do mundo sempre esteve atrás do placar e foi buscar o resultado. No primeiro set, Raonic conseguiu uma quebra logo no início da partida e manteve a vantagem até o final, fechando em 6/4.

O segundo set também foi disputado, seguiu empatado até o 11º game, quando Andy conseguiu uma quebra e confirmou seu saque, fechando em 7/5.australia-open-live

O terceiro set não teve quebras, levando a partida para o tie-break, Raonic se deu bem em fechou em 7/6, com um 7-4.

O quarto set foi a vez do número 2 mostra-se mais calmo e consistente, aproveitou uma quebra quando abriu 4/3 e depois fechou em 6/4.

O quinto set tinha uma enorme expectativa, o físico já não era mais o mesmo, a partida já durava quase 4 horas, o canadense estava sentindo muito a virilha direita e o set decisivo não tem tie-break para decidir o vencedor, mais Murray foi implacável, quebrando o saque logo no primeiro game – irritando muito Raonic (mais uma raquete quebrada), ele chegou a abrir 4 games a 0, depois disso foi só administrar e fechar em 6/4, garantindo-se em mais uma final em Melbourne.

Raonic quebra raquete no quinto set. Foto: (Reuters)
Raonic quebra raquete no quinto set.
Foto: (Reuters)

Com a classificação para a final, Andy Murray confirma o segundo lugar no ranking mundial.

Para ser campeão Andy Murray precisa derrotar Novak Djokovic – em 30 partidas são 21 vitórias do sérvio – das quatro finais que disputou na Austrália, ele perdeu justamente 3 para o número 1 do mundo, um tabu que ele vai lutar para quebrar.

 

%d blogueiros gostam disto: