Campeões de Inverno – Espanha

Atletico de Madrid

O HTE Sports vive em 2016 um novo momento e é nesse clima que lançamos um “pequena série de 7 capítulos” chamada “Campeões de Inverno”. Nessa série, teremos o intuito de falar dos atuais campeões de inverno de sete ligas (Alemã, italiana, inglesa, holandesa, espanhola, francesa e portuguesa) e também sobre os últimos, apresentando alguns números e, inclusive, como acabou cada um desses times.

Para a estréia falaremos da La Liga. O atual campeão de inverno (aquele que ganhou o turno) é o Atlético de Madrid que, com 44 pontos, lidera a “Liga das Estrelas”. A peculiaridade no entanto, é que o Barcelona, atual segundo colocado com 42 pontos, tem um jogo a menos devido a sua participação no Mundial de Clubes. Porém, temos que dar a César o que é de César e se o campeão de inverno espanhol é o Atlético, então vamos falar do Atlético.

Bom, o Atlético de Madrid teve um verão bastante agitado e optou por uma boa reformulação. Vendeu pilares da equipe como Mandzukic, Miranda, Raul Garcia e Mario Suárez e, principalmente, Arda Turan. Vendeu também jogadores como Raúl Jimenez, totalizando uma entrada de 105 milhões de euros para o caixa. E não se acanhou! Foi ao mercado esbanjando grana e trouxe Jackson Martinez por 35 milhões de euros. Comprou também bons jogadores como Savic (Fiorentina), os jovens Vietto (Villarreal) e Carrasco (Mônaco), repatriou Filipe Luís (Chelsea), e contratou os nem tanto conhecidos como Mensah (Vitória de Guimarães), Kranevitter (River Plate), Augusto Fernández (Celta de Vigo) e Borré (Cali), totalizando um gasto de 140,75 milhões de euros. Outro reforço foi a volta da joia espanhola Oliver Torres que esteve emprestado ao Porto, o meio-campista se tornou uma peça importante no time de Simeone.

Com bons reforços e uma boa grana gasta, Simeone tinha que mostrar resultados. O argentino montou um time capaz de defender bem e atacar bem. Com os seus melhores jogadores no setor defensivo (Godin) e ofensivo (Griezmann) os Colchoneros mantiveram exibições sólidas (fizeram 27 gols e sofreram apenas 8) e com 8 vitórias nos últimos 9 jogos do turno, se sagrou campeão de inverno. Contra os favoritos Barcelona e Real Madrid os “Rojiblancos” não conseguiu uma vitória (perdeu por 2×1 pro Barça e empatou por 1×1 no derby de Madrid), além de perder pro Villarreal, o quarto colocado. Isso tem que mudar caso queiram terminar com o caneco.

No último título do Atlético (2013/14) o clube terminou o primeiro turno com 6 pontos a mais (50) do que na atual temporada, tinha marcado 20 gols a mais (47) e sofrido apenas 3 (11).

Essa foi a primeira vez desde a temporada 1995/96 em que a equipe de Madrid é campeão de inverno. A equipe somou 45 pontos nas primeiras 19 rodadas naquele período e terminou com 87, sangrando-se campeão da mesma.

Últimos campeões de inverno/como acabaram a temporada:

2014/15 – Real Madrid campeão de inverno (48pts)/terminou em segundo com 92 pontos (Barcelona campeão);

2013/14 – Barcelona campeão de inverno (50pts)/terminou em segundo com 87 pontos (Atlético de Madrid campeão);

2012/13 – Barcelona campeão de inverno (55pts)/terminou como campeão com 100 pontos;

2011/12 – Real Madrid campeão de inverno (49pts)/terminou como campeão com 100 pontos;

2010/11 – Barcelona campeão de inverno (52pts)/terminou como campeão com 96 pontos;

2009/10 – Barcelona campeão de inverno (49pts)/terminou como campeão com 99 pontos.

Pode-se perceber que nenhum campeão de inverno tinha a pontuação que o Atlético tem hoje, o que pode indicar que o campeonato está mais difícil. Porém, na temporada 2014/15 em que o Real foi campeão de inverno, quem levantou o caneco ao fim da mesma foi o Barcelona que, curiosamente, tinha os mesmos 44 pontos que têm os Colchoneros.

Com a atual pontuação, em que colocação o Atlético de Madrid se encontraria nessas temporadas?

2014/15 – Estaria na 3ª colocação;

2013/14 – Estaria na 4ª colocação;

2012/13 – Estaria na 3ª colocação;

2011/12 – Estaria na 3ª colocação;

2010/11 – Estaria na 3ª colocação;

2009/10 – Estaria na 3ª colocação.

Agora cabe a equipe madrilenha manter o ritmo, torcer pro Barcelona perder o jogo em atraso, melhorar o desempenho em confrontos diretos e, daí então, vai ser só levantar o troféu de campeão.

No próximo capítulo teremos “Campeões de Inverno – Inglaterra”. Aguardem!

Lucas Tinoco

21 anos, baiano e aspirante a jornalista esportivo. Fanático por esportes em geral, principalmente futebol. Adepto das ligas europeias e do futebol alternativo. Líder do Editorial de Futebol Internacional do HTE Sports.

%d blogueiros gostam disto: