Neymardependência

O garoto é a solução para a Seleção Brasileira mas também é o nosso maior problema. O protagonismo constante do craque do Barcelona foi reconhecido por Dunga como um problema a ser resolvido pela comissão técnica, já que não é segredo para nenhum adversário que o rendimento do Brasil não é o mesmo sem Neymar em campo e isso precisa ser erradicado da seleção o quanto antes.

Montar uma seleção com uma formação que favorece a um jogador é um problema grave, pois na ausência dele, sem ter outro jogador a mesmo nível para substituí-lo o Brasil não é o mesmo. Talvez a limitação técnica do treinador seja o problema. Dunga não consegue extrair o melhor de seus jogadores usando a formação e filosofia do momento que é a moderna 4-5-1. Com Neymar em campo o esquema funciona, sem Neymar… É outra seleção.

A Seleção Brasileira é forte, com excelentes jogadores e isso é inquestionável. Pra mim é evidente que os maiores responsáveis pela má fase estão na gestão da CBF. Digo do mais alto escalão até o treinador que não tem experiência para exercer a função. Dunga é um treinador com sorte e tenho dito. É visível que ele não tem conhecimento para fazer variações táticas. Está perdido e completamente dependente das boas atuações de Neymar, ele não escala os jogadores nas posições que rende melhor em seus clubes e agora com grandes jogadores indo para a China, o que esperar das próximas convocações?

A relação dos jogadores com o camisa 10 é um pouco diferente com os demais. Não chega a ser idolatria, mas de prestígio único e isso pode gerar um outro problema: O excesso de confiança no craque que o treinador e os jogadores depositam, gera comodismo em que quando o Neymar está em campo, ele vai resolver?

INFOGRÁFICO

E os números mostram o quanto ele resolve. A Seleção Brasileira com Neymar em campo tem um aproveitamento de 76% sem Neymar esse aproveitamento cai para 62%. Desde que fez seu primeiro jogo pela seleção, Neymar foi responsável por 29% dos gols da seleção e se somar as assistências esse número aumenta para 43%. Ele tem participação em quase metade dos gols da seleção desde 2010. Incrível, não é? É fato que os números de Neymar impressionam, inclusive já ultrapassou grandes nomes da história da seleção brasileira como Jairzinho, Rivelino, Bebeto, Ronaldinho Gaúcho e Rivaldo e com o potencial que ele tem e sua média de gols pode muito bem ultrapassar Pelé.

Afinal, qual o problema: Treinador ou jogadores? A verdade é que nessa seleção estão todos devendo, menos Neymar.

%d blogueiros gostam disto: