Qual a importância da conquista do titulo em Brisbane de Victoria Azarenka

Foi um longo caminho até que Victoria Azarenka voltasse a ganhar um título. A ex-líder do ranking e bicampeã do Australian Open (2012 e 2013) passou as duas ultimas temporadas afogada em sucessivas lesões que a impediram de jogar boa parte dos torneios, mas parece que Victoria superou esses problemas quando nesse sábado (09/01/2016) venceu Angelique Kerber (ALE) na final em Brisbane por 6-3 6-1.

Em 2013 Victoria perdeu seu posto de numero um do mundo para Serena Williams, mas isso não a impediu de confrontar a americana líder do ranking. Azarenka naquele ano derrotou Serena Willians em duas oportunidades, uma em Doha e outra em Cincinnatti, e desde 2011 é a única jogadora a vencer a americana em finais. Cincinnatti, em agosto de 2013, também foi o ultimo torneio bem sucedido da bielorrussa. Ela derrotou Serena Williams com um placar de 2-6 6-2 7-6 (6), em um jogo muito equilibrado.

Serena Williams e Victoria Azarenka na cerimonia de premiação do torneio de Cincinnatti em 18 de agosto de 2013. Foto: Getty Images
Serena Williams e Victoria Azarenka na cerimonia de premiação do torneio de Cincinnatti em 18 de agosto de 2013. Foto: Getty Images

No final de 2013 a bielorrussa já apresentava desconfortos físicos. Após ganhar Cincinnatti e chegar a sua segunda final consecutiva no US Open, Azarenka perdeu duas estreias seguidas em torneios na Ásia e dois dos três jogos que fez no WTA Championships. Esse foi o primeiro sinal de que as coisas não iam muito bem para ela, mas ninguém poderia prever o caos que seriam suas temporadas de 2014 e 2015.

O ano de 2014 não começou ruim para Azarenka que chegou a final em Brisbane perdendo para Serena Williams. Foi apenas em Melbourne, após perder sua invencibilidade no torneio para Agnieszka Radwanska, que pudemos ver que a ex-líder do ranking não era mais a mesma. Depois do Australian Open, Victoria só voltaria a jogar no torneio de Indian Wells onde sofreu uma derrota dramática para a jovem americana Lauren Davis. Em seguida, a bielorrussa assumiu que tinha uma lesão e então abriu mão de sua temporada no saibro europeu. Wimbledon 2014 representava uma esperança para ela já que defendia apenas a primeira rodada do torneio. Porém Victoria perdeu de virada na segunda rodada do Grand Slam inglês para a servia, numero 45 do ranking, Bojana Jovanovski.

O restante da temporada de 2014 foi uma sequencia de jogos desastrosos para a bielorrussa e o resultado foi seu ranking cair para numero 32 no final do ano. Além disso, Victoria teve um significativo aumento de peso e assumiu que tinha depressão.

Victoria Azarenka em India Wells 2014. Ao longo da partida contra Laren Davis era nítido o desconforto físico da bielorrusa. Foto: Getty Images
Victoria Azarenka em India Wells 2014. Ao longo da partida contra Laren Davis era nítido o desconforto físico da bielorrusa. Foto: Getty Images

O ano seguinte parecia que Azarenka superaria esses problemas e voltaria aos bons tempos quando desafiava Serena Williams na liderança do ranking. Mas a temporada de 2015 não foi tão boa para a bielorrussa. Ela não conseguiu voltar a figurar entre as dez melhores do ranking e nem atingiu bons resultados nos Grand Slams. Sendo assim, Victoria terminou o ano como 22ª do ranking.

Mas qual é o significado da vitoria da bielorrussa nesse final de semana? Nessas duas ultimas temporadas conseguimos notar que a WTA é mais competitiva quando a Azarenka está jogando bem. Não podemos esquecer que Victoria Azarenka foi numero um do ranking quando Serena Williams voltou a jogar após ter embolia pulmonar, mesmo com 2 titulos de Grand Slam (US Open e Wimbledon), Victoria era a numero um. Em 2013 as adversárias se enfrentaram quatro vezes com duas vitorias para cada lado. Além disso, a diferença de pontos entre as duas melhores colocadas não passava de 2.500 pontos.  Já no período de ausência de Victoria entre o top 10, o ranking das 10 melhores jogadoras variou bastante, chegando a um ponto que qualquer torneio que alguém do top 20 vencesse se tornava numero 5 do mundo. Além disso, vimos Serena Williams disparar na liderança atingindo mais do que o dobro de pontos que a segunda colocada tinha. Simona Halep que não tem um dos tênis mais poderosos da WTA também ascendeu no ranking se tornando numero dois. Maria Sharapova também abriu uma longa vantagem sobre as demais jogadoras. Como os pontos e títulos importantes ficam nas mãos da Serena, ela conquistava os que sobravam e também passou a despender boa parte do seu tempo promovendo a sua marca de doces Sugarpova.  Novos nomes também tentam surgir, mas sem conquistar grandes resultados.

Dessa forma, a WTA se tornou algo chato e sem concorrência. Serena é a grande favorita sem questionamentos enquanto Maria e Simona duelam pelo segundo lugar. Com Azarenka de volta podemos ter mais uma vez torneios equilibrados e um top 10 mais competitivo.

%d blogueiros gostam disto: