Seleção Brasileira 2016: Agora vai?

Texto: Gustavo Mestriner

O tal do 7×1 ainda nos assombra, não podemos negar, após o fracasso na Copa do Mundo, ainda esperamos e sonhamos com uma seleção brasileira como estamos acostumados: a penta campeã que sempre jogou fácil e botando medo em qualquer adversário.

Essa é a missão de Dunga, que assumiu a seleção no lugar de Luis Felipe Scolari após o vexame na Copa, recolocar o Brasil em seu devido lugar. Dunga até começou bem, vencendo todos seus amistosos, mas quando chegou na hora do vamos ver, na Copa América de 2015, pipocou mais uma vez, perdeu nos pênaltis para o Paraguai.

Na sequencia, nas eliminatórias para a Copa do Mundo de 2018, também não começamos muito bem, perdendo para a seleção Chilena, depois vencendo mas não convencendo contra a Venezuela, um empate contra nossos Hermanos na Argentina e depois uma vitória contra o Peru. Hoje, o Brasil ocupa o terceiro lugar na classificação e começaremos 2016 jogando contra o Uruguai fora de casa.

É certo que Dunga não tem um time definido e cada vez mais difícil de escalar nossos jogadores, testando diversos novos nomes e dando oportunidades para jogadores que tem se destacado no campeonato brasileiro, porém, está difícil encontrar nomes quem vem para ficar, onde a maioria está “sumindo” para mercados alternativos como China e Arábia, que inevitavelmente acabam perdendo espaço nas convocações.

O que podemos esperar da nossa seleção para 2016? Para a sequencia das eliminatórias?

Muitos torcedores desconfiam do potencial e capacidade da seleção canarinho, muitos falam de “Neymardependência”, de que a seleção deve passar por reciclagem, de novas caras, mas ao mesmo tempo não temos mais jogadores de ponta a nível de seleção, que merecem usar a amarelinha, será?

Esse ano de 2016 vamos ter as Olimpíadas aqui no Rio de Janeiro, e a seleção Olímpica conta com várias promessas e excelentes jogadores, estaria ai nossas esperanças para a Copa de 2018?

Entre os convocados para representar nossa seleção nas olimpíadas no Rio de Janeiro esse ano, podemos destacar uma série de garotos que com certeza vão fazer sucesso junto com Neymar, destaque para Gabigol (Santos), Gabriel Jesus (Palmeiras), Valdivia (Inter), Luan (Grêmio), Dória (Marselle), Felipe Anderson (Lazio), Kennedy (Chelsea), entre outros…

Aguardemos, fiquemos na torcida e na expectativa para um ano mais brilhante para a seleção brasileira em 2016, que a garotada faça bonito, conquiste o tão sonhado ouro olímpico, ainda inédito para o Brasil na modalidade que o brasileiro é tão apaixonado.

A seleção principal volta a seus trabalhos esse ano no final do mês de Março na Copa América, onde encara o Uruguai em casa e o Paraguai fora na sequência.

%d blogueiros gostam disto: