TimeOut – Felício, Raulzinho, Nets, Lamar Odom e Cavs

Felício de volta

Uma boa notícia para o basquete brasileiro. Cristiano Felício, que estava na D-League, foi chamado novamente para o elenco principal do Chicago Bulls. Seus bons desempenhos na liga de desenvolvimento e deram uma nova chance ao pivô brasileiro. É fato que o garrafão do Bulls, cheio de veteranos, precisará de renovação para a próxima temporada e o brasileiro pode aproveitar essa chance.

Raulzinho cada vez mais à vontade

Outro brasileiro que vem bem na temporada é o armador do Utah Jazz Raulzinho. A cada jogo que passa, o armador ganha mais minutos em quadra e vem desempenhando um bom papel. No domingo, contra o Miami Heat, Raulzinho igualou sua melhor marca da temporada, com 13 pontos. Ainda distribuiu cinco assistências e pegou dois rebotes.

Demitido

No último domingo o Brooklyn Nets demitiu o treinador Lionel Hollins, em decorrência da fraca temporada da equipe. São 27 derrotas e apenas 10 vitórias para o Nets no ano, pior início desde de 2012. Mesmo com a troca de técnico, dificilmente veremos em Brooklyn um time vencedor esse ano.

Lamar Odom

Uma promotora do estado de Nevada, nos Estados Unidos, afirmou nesta segunda-feira que o ex-jogador de basquete Lamar Odom, que foi achado inconsciente dentro do quarto de um bordel no dia 13 de outubro e teria usado cocaína, além de grande quantidade de uma erva com o mesmo potencial do viagra, não irá responder pelo consumo de drogas. Angela Bello disse que não é possível precisar se ele usou as substâncias ilícitas no local.

Troca-troca

O Cleveland Cavaliers trocou o jogador Joe Harris por uma escolha de 2ª rodada de 2020 do Orlando Magic. Selecionado no draft de 2014, Harris não evoluiu como se esperava, jogando pouco mais de 500 minutos nas duas temporadas em Cleveland.

Marcelo Tadeu Parpinelli

Um cara que gosta de opinar sobre tudo, principalmente daquilo que não conhece e não entende. Aspirante a filósofo nas horas vagas.

%d blogueiros gostam disto: