Backcourt NBA – A reta final da temporada regular

Passado o All Start Weekend e a pouco movimentada deadline trade, temos pouco mais de dois meses para os tão aguardados playoffs. Nessa reta final da temporada regular, teremos muita briga ainda por uma vaga na pós-temporada, busca de recordes e afirmações.

Começando pela conferência Oeste, temos no Golden State Warriors a chance real de quebra do recorde histórico do Chicago Bulls de 1995/1996, que obteve 72 vitórias e apenas 10 derrotas nessa fase da temporada. O novo time do brasileiro Anderson Varejão tem 50 vitórias em 55 jogos e parece não perder o ritmo. Curry está monstruoso, Tomphson é sem dúvida um grande aliado e Draymond Green é um jogador completo. Varejão chegou para melhorar a rotação do garrafão que conta com Andrew Bogout, jogador que vem se lesionando muito, como titular. A primeira posição do Oeste e melhor campanha da liga certamente é questão de tempo para se confirmar matematicamente.

Contudo, nos playoffs, a equipe de Oakland deve ter adversários duríssimos. O San Antonio Spurs tem a segunda melhor campanha da liga esse ano, um elenco completo e Popvich deve estar passando suas noites em claro estudando uma maneira de derrotá-los em uma série de 7 jogos. LaMarcus Aldridge está cada dia mais confortável no Texas e Kawai Lenard, melhor jogador de defesa da liga, vem melhorando exponencialmente sua capacidade ofensiva. OKC é outra equipe que vem crescendo e se solidificando nesse final de temporada, com Westbrook (MVP do All Star Game) e Durant jogando muito, sempre bem acompanhado de Ibaka.

Na rabeira do bloco de classificação, podemos esperar uma briga intensa entre Portland, Houston, Utah e Sacramento pelas últimas duas posições na pós-temporada. O New Orleans Pelicans está próximo também e Anthony Davis teve no último fim de semana um jogo extraordinário, com 59 pontos e 20 rebotes, mas sozinho será difícil se segurar nessa briga. Apersar de Harden, Houstoun segue uma bagunça que pode abrir grandes chances para o Utah de Raulzinho Neto conquistar a última vaga nos playoffs.

Já no lado da Conferência Leste, Cleveland Cavaliers e Toronto Raptors dominam com certa folga. Após a troca de treinador, o time de LeBron James tem evitado polêmicas e melhorado a defesa e a rotação de bola ofensiva. No lado canadense, Kyle Lowry lidera muito bem a equipe, e uma final em sete jogos entre as duas principais forças no momento na final da Conferencia seria imprevisível. Não consigo ver Miami Heat, Boston Celtics e Indina Pacers com condições de engrossar muito o caldo para os dois líderes do Leste.

Na rabeira, o Atlanta Hawks, que não trocou suas principais peças como se ventilava muito na semana passada, deve assegurar sua vaga sem maiores sustos. Já Hornets, Bulls e Pistons devem brigar intensamente para ficarem com a 7ª e 8ª posição da conferência. A grande decepção nesse caso é o Chicago Bulls, equipe que começou rivalizando com o Cavaliers no início da temporada dando mostra que poderia seriamente brigar para chegar a primeira final de NBA pós-Michael Jordan, agora comandado pelo trio Rose, Gasol e Buttler, mas caiu muito de produção e ainda sofreu o baque da lesão de Butler. Corre sério risco de ficar de fora da pós-temporada.

 

Marcelo Tadeu Parpinelli

Um cara que gosta de opinar sobre tudo, principalmente daquilo que não conhece e não entende. Aspirante a filósofo nas horas vagas.

%d blogueiros gostam disto: