Estaduais e seus públicos pífios

Começou a temporada no futebol brasileiro, praticamente todos os estaduais já tem bola rolando e além dos estaduais também começou a Primeira Liga, também conhecida como Liga Sul-Minas-Rio.

O Campeonato Paulista é uma exceção do fracasso entre os estaduais, por exemplo, domingo (31) na Arena Corinthians, pouco mais de 30 mil pessoas compareceram para ver a estreia do atual campeão brasileiro contra o XV de Piracicaba. O Palmeiras também, mesmo como visitante, ajudou o Botafogo de Ribeirão Preto a lotar o seu estádio.

Já o pífio Campeonato Carioca, show de horrores para os olhos e para os bolsos dos clubes não conseguiu levar somando todos os jogos da 1° rodada o mesmo número de torcedores que o Atlético Mineiro levou no primeiro jogo da Primeira Liga contra o Flamengo (30 mil).

No mesmo Mineirão, também no domingo (31) o Cruzeiro levou apenas 15 mil torcedores, Flamengo e Vasco em seus primeiros jogos no estadual levou um pouco mais de 7 mil torcedores cada.

A diferença é nítida, ninguém mais quer ver – com todo respeito aos clubes – um Flamengo x Boa Vista, o nível do Campeonato Brasileiro é alto, todas as rodadas temos 4 ou 5 jogos com dois times grandes envolvidos. E os regionais estão trazendo a possibilidade do torcedor ver jogos que são clássicos interestaduais logo no início do ano.

Leia mais ► CBF: O Futuro da Entidade

A CBF, claro que percebeu isso, fez birra, bateu o pé no chão, mas não conseguiu impedir os times de realizar a Primeira Liga; na próxima semana se inicia a Copa do Nordeste e também vem vindo ai a Copa Verde. Os estaduais não fazem mais parte dos planos dos torcedores, que mesmo amando seus clubes não estão dispostos a ver 90 minutos de um futebol pouco vistoso, é melhor ir para os campos de várzea no domingo, lá ao menos tem emoção.

Renan Thierre

Antigamente comia areia e catarro, futuramente um professor de História, atualmente editor no HTE Sports e finge que entende de futebol e outros esportes.

%d blogueiros gostam disto: