Final da Capital One Cup: Primeiro título do Klopp ou o último do Pellegrini?

No próximo domingo (28), Liverpool e Manchester City pisarão no glorioso gramado do Wembley para disputar uma final inédita de Capital One Cup.

Para chegar a sua 12ª final da competição, o maior campeão da mesma (com 8 títulos) teve mais trabalho que os rivais de Manchester. Venceu nos pênaltis o Carlisle United (3-2) após empate por 1-1 com a bola rolando. Na sequência venceu o Bournemouth por 1-0 com gol de Clyne. Já nas quartas, veio a melhor partida: 6-1 contra o Southampton (Origi 3x, Sturridge 2x e Ibe). Na semifinal, que é ida e volta, uma vitória fora de casa por 1-0 (gol do Ibe) e uma derrota em Anfield pelo mesmo placar. Nas penalidades, Mignolet garantiu a classificação para a final.

O Manchester City venceu o Sunderland por 4-1 (Aguero, De Bruyne, Mannone e Sterling), o Crystal Palace por 5-1 (Bony, De Bruyne, Iheanacho, Yaya Touré e Manuel Garcia) e outro 4-1 contra o Hull City (De Bruyne 2x, Bony e Iheanacho). Após tantas goleadas que, somadas aos 4 gols marcados contra o Everton o fizeram ter o melhor ataque da edição (17 gols), a semifinal não foi tão fácil. Contra os Toffees sofreram uma derrota por 2-1 em Liverpool e na volta, após sair atrás, Fernandinho, De Bruyne e Aguero colocaram os Citizens na final.

final (2)
Estatísticas retiradas do Ogol.

Essa será a primeira vez que Liverpool e Manchester City se enfrentam em uma final. Os Reds chegam a sua 12ª, um recorde na competição, e venceram oito, a mais recente na temporada 2011/12 contra o Cardiff, esse que é, até então, o último título vencido pela equipe vermelha. Citizens, por sua vez, disputará a sua 5ª final. Nas quatro anteriores foram 3 títulos (1970, 1976 e 2014) e um vice (1974). A última vez que levantou o caneco foi na temporada 2013/14 contra o Sunderland.

Na atual temporada os times se enfrentaram apenas uma vez e a equipe de Klopp saiu vencedora. No Etihad, o Liverpool se impôs e goleou os donos da casa por 4-1. Firmino e Coutinho foram os destaques em termos de gols, pois, se tem um jogo que o time pode tirar como exemplo, é esse. Todo mundo jogou bem. A partida mostrou exatamente como o treinador alemão quer jogar. Exibição com intensidade, com velocidade, marcação alta e ofensividade. Os Reds correram 118,15 km contra 110,97 km dos Citizens (Milner, com 12,83 km, foi o que mais correu em campo) e deram incríveis 622 sprints da partida (Lallana, com 87, foi o líder no quesito). Foram ainda 64 desarmes (o recorde da temporada em um único jogo é de 65 desarmes), 32 interceptações (18 a mais que o City).

Nos últimos 5 jogos entre as duas equipe, foram três vitórias e 11 gols marcados para os vermelhos, duas vitórias e 9 gols marcados para os azuis. Em copas, o Liverpool está invicto contra o City nos últimos 8 jogos (6V e 2E). A última derrota foi em 1973, pela quarta rodada da FA Cup.

Foto: BBC Sports
Foto: BBC Sports

Sobre lesões:

Liverpool: Os Reds sofreram com lesões no último mês e teve que subir jogadores da base e até trazer de volta uns que estavam emprestados. Para a final, Skrtel, Lallana e Allen devem estar disponíveis, mas dificilmente começarão jogando. Lovren é mais um que parece ter se recuperado desde o início da semana.

Manchester City: Os Citizens tiveram a volta de Mangala no jogo do meio da semana, porém, o zagueiro ficou no banco e não entrou. Para domingo, tem condições para começar jogando. Bony e Navas também podem estar de volta para a partida.

Kompany, Sagna e Sterling, fizeram trabalhos individuais após sentirem incômodos, e devem jogar também.

Delph, De Bruyne e Nasri estão fora do jogo.

Treinadores:

Perguntado sobre a longa viagem que os adversários fizeram no meio da semana, indo até Kiev e voltando, Klopp respondeu dizendo: “Eles foram voando, e não andando, então este não deve ser um problema.”

Quando foi indagado sobre as táticas que usaria no próximo jogo, o alemão – como sempre – respondeu de forma humorada: “Acredito que em Manchester eles têm televisões (se ele dissesse, os rivais iriam ficar sabendo). Pode ter certeza que temos um plano, mas pode não ser o mesmo do último jogo entres as duas equipes. São jogos completamente diferentes.”

O treinador do Liverpool ainda falou sobre o que imaginava para depois do jogo: “Tenho algumas belas imagens em minha mente após o jogo no Wembley: estar junto com os nossos fãs e ter um motivo para realmente celebrar.”

Já Pellegrini, que foi questionado sobre a derrota por 4-1 no último duelo entre as duas equipes e disse: “O Liverpool fez um jogo muito bom aqui no Etihad. Nós erramos muito nos primeiros 15 minutos e eles decidiram o jogo bem cedo. Mas esse jogo é diferente.”

O treinador do City falou sobre como ficaria o time caso vencesse a competição: “Depois que acabar o jogo, voltaremos o foco para a Premier League novamente. Temos 36 pontos para lutar e lutaremos até o fim, não iremos desistir. Vencer esse título traria muita confiança para a equipe.”

Foto: BBC Sports
Foto: BBC Sports

Mais algumas curiosidades:

  • Nos últimos oito jogos entre essas equipes, a contar todas as competições, as mesmas marcaram 32 gols, com nenhum dos times a passar em branco em nenhum destes.
  • Klopp agora chega a uma final em cada uma das suas últimas cinco temporadas como treinador. Nas quatro anteriores ele ganhou a Copa da Alemanha em 2012 e perdeu para o Bayern de Munique na final da Liga dos Campeões em 2013 (curiosamente no mesmo Wembley) e na Copa da Alemanha em 2014, perdeu também na mesma competição para o Wolfsburg na última temporada. Esse pode ser o primeiro título do alemão pelo Livepool, tendo sido contratado em outubro de 2015.
  • Esse pode ser o último título de Pellegrini pelo City. O treinador chileno será substituído por Pep Guardiola na próxima temporada. Contudo, ele ainda pode conquistar o título da Liga dos Campeões e da Premier League. Caso não vença, esse poderá mesmo ser o último.

Lucas Tinoco

20 anos, baiano e aspirante a jornalista esportivo. Fanático por esportes em geral, principalmente futebol. Adepto das ligas europeias e do futebol alternativo. Líder do Editorial de Futebol Internacional do HTE Sports.

%d blogueiros gostam disto: