Ano de foco e superação no Peixe

Após a frustração de ficar fora da Libertadores mesmo com vaga quase que assegurada tanto pelo Brasileirão (4º colocado até as últimas rodadas) e também pela Copa do Brasil – vice para o Palmeiras – a equipe da Vila Belmiro tenta pensar somente em 2016 e esquecer o que pior de passou no último ano.

Além de ficar fora do maior torneio Sul-americano, o Santos viu um de seus maiores ídolos do séculos, se não o maior, Robinho, o rei das pedaladas, trocar o clube pelo Atlético-Mg, por questão de 200 mil mensais, o que frustou de forma inexplicável os santistas.

Certamente, o Peixe se virou como pôde, e conseguiu manter os principais atletas, como Gabriel, Lucas Lima e Ricardo Oliveira. O pastor, como é conhecido pelos torcedores santistas, por pouco não deixou o clube. Um clube chinês ofereceu 6 milhões de euros mas para levar o centroavante embora do Brasil, mas Modesto Roma, presidente do clube, teria feito uma contra-proposta, e as negociações não avançaram. Porém, como nem tudo é perfeito, o “caveirinha”, Geuvânio, deixou a equipe rumo á China.

Um dos principais objetivos do primeiro semestre para o Santos já está concretizado. Mesmo endividado, conseguiu manter a maioria de seus atletas – perdendo apenas Marquinhos Gabriel – sendo assim, é um dos favoritos na briga por títulos em 2016, mesmo que no meio do ano, novamente, clubes europeus farão propostas para levar os principais jogadores.

Matheus Guedes

17 anos, apaixonado por futebol e torcedor do Santos Futebol Clube. Sempre ligado na NBA, fã do Oklahoma City Thunder. Por fim, amante do tênis, torcedor do britânico Andy Murray. No twitter @maatiiee

%d blogueiros gostam disto: