Meu Jogo Histórico #10 – O penta continuava vivo!

Texto: Franklin Maurício

O dia 28/11/2011 foi um dos mais imprevisíveis da história recente do gigante da colina, o que faz um jogo ser histórico? Um gol no último minuto? Um herói improvável? A esperança sendo mantida? Sim, tudo isso e mais um pouco. ”Eu sou um iluminado” já disse Bernardo sobre o que ocorrera após seu gol. O campeonato brasileiro de 2011 foi um dos, se não o mais disputado de todos os tempos, Vasco e Corinthians brigavam à todas as custas pelo seu pentacampeonato que só foi decidido na última rodada. O Vasco que durante a competição fez partidas memoráveis contra Cruzeiro, São Paulo, Corinthians e Fluminense, lutava para conquistar o Brasileirão após mais de 10 anos.

Trem bala

O cruzmaltino, muitas vezes prejudicado na competição pela arbitragem, chega a penúltima rodada para enfrentar o Fluminense que contava com Fred e Deco em grande fase. A trajetória do gigante da colina contava com astros como Juninho Pernambucano, Felipe, Dedé e Diego Souza que, em grande fase, fizeram-nos sonhar novamente com o Brasil, pela segunda vez no ano de 2011. Os vascaínos, em êxtase, aguardavam ansiosamente o desfecho do cotejo.

A heroica caravela de Vasco da Gama precisava da vitória, de qualquer jeito pois o Corinthians já estava vencendo o Figueirense no Scarpelli. Então.. Cristóvão Borges faz uma substituição no intervalo, a que mudaria o confronto e manteria acessa a chama cruzmaltina: Sai: Élton e entra: Bernardo. A torcida do Corinthians vibrava com o título brasileiro adiantado, mas só até os 31 do segundo tempo.

Uma bola mal cruzada por Bernardo encontra Rômulo na área, o 37 do Vasco cabeceia para a ponta e Alecsandro põe o gigante na frente dos tricolores! O Vasco vivia, a massa vibrava ensandecida, nada nos tiraria os 3 pontos, pelo menos pensávamos assim. Vibrante, a torcida do Vasco engole de forma absurda a torcida do Fluminense no Engenhão, não se ouve nada do lado grená… Até que uma bola alçada na área aos 41 minutos faz-se ouvir que tem torcida do outro lado. Fred recebe levantamento, mata no peito e com um voleio, mata Fernando Prass.

Todos os vascaínos ao redor do mundo se calaram, a torcida do Corinthians já gritava ”é campeão”, todos pensamos: ”acabou, não dá mais”. O que havíamos esquecido é que tínhamos um iluminado em campo, que fez um 2011 espetacular junto com todo aquele time, o último grande time que o Vasco teve, o último time que fez do Vasco da Gama, Vasco da Gama. AOS 45! Roíamos unhas, até as que já não possuíamos mais…  Diego Souza lança uma bola na ponta para Alecsandro que põe na área ”PRO BERNARDO…” o Vasco ainda estava vivo. Bernardo colocou o GIGANTE no campeonato novamente, acredita-se que todos os cruzmaltinos fanáticos caíram em lágrimas com o gol do camisa 31, como muitos, fui um deles. ”Trator da Colina” fez a caravela continuar navegando, mas para isso, teve que fazer uma vítima comum: o freguês de sempre, Fluminense.

Este esporte magnífico nos traz histórias assim, de emoção, de superação. Não conseguimos o penta, mais por infelicidade de arbitragem do que propriamente por falta de merecimento, mas conseguimos mostrar que o gigante não estava, não ESTÁ morto.

Bernardo

%d blogueiros gostam disto: