MOSTRA TEU VALOR #01 – Bahia 0x2 Vitória

Assumo a responsabilidade de comandar daqui para frente este espaço dedicado ao Esporte Clube Vitória e seus torcedores. Sou Heider Mota, baiano, moro em Salvador, tenho 19 anos e sou torcedor do rubro-negro baiano desde antes de me entender por gente. Meu objetivo ao assumir o Cantinho do Torcedor do Vitória é poder falar sobre meu time para os torcedores do meu time (mas todos são bem-vindos). O Mostra Teu Valor vem do hino antigo do clube, que, em minha visão, possui um peso muito maior do que o conhecido “Eu sou Leão da Barra tradição…”. Polêmicas de hinos deixadas de lado, vamos ao que interessa.

Foto: Francisco Galvão / EC Vitória
Foto: Francisco Galvão / EC Vitória

Estava desconfiado. Nos cinco jogos anteriores o Vitória não demonstrou um futebol sequer próximo do aceitável. A derrota para o Fluminense de Feira, em Pituaçu, pela terceira rodada do Estadual, foi o ápice do medo que se instalou em mim. Aliado a isso, o rival vinha invicto em jogos oficiais (mas quando perdeu, perdeu bonito para o Orlando City). Porém uma frase de uma amiga, torcedora do rival, me colocou no clima do Ba-Vi. “Clássico é clássico e vice-versa”. Realmente, não podemos nos antecipar ou fazer previsões para um clássico. O jogo é diferente, a atmosfera é diferente. E o Vitória foi diferente!

Foto: Francisco Galvão / EC Vitória
Foto: Francisco Galvão / EC Vitória

O triunfo por 2×0 em cima do rival veio em grande parte por um trabalho sensacional feito por Vagner Mancini. Eu cornetei o treinador quando a escalação saiu, chamei de covarde e que ele estava querendo NÃO PERDER. Realmente ele quis isso, mas foi além, quis vencer o jogo. O esquema com Amaral, Willian Farias e Tiago Real no meio-campo foi excelente para a oportunidade, evitando que Luisinho, principal arma do Bahia, tivesse espaço para fazer suas jogadas de velocidade.

A partida foi equilibrada. No primeiro tempo as duas equipes tiveram boas chances, mas não concluíram. O Vitória pega falta de pontaria e o Bahia pela presença da joia Caíque. O goleiro, de apenas 18 anos, foi um gigante. Não somente com seus mais de 1,85m de altura, mas com muita personalidade e jogando como “gente grande”. Suas intervenções tanto na etapa inicial, quanto no segundo tempo, foram fundamentais para o triunfo rubro-negro.

Foto: Francisco Galvão / EC Vitória
Foto: Francisco Galvão / EC Vitória

Triunfo que começou a surgir logo aos 22 segundos de jogo no segundo tempo. Falha da zaga do Bahia, Vander recebe bom passe de Amaral e chuta com categoria para superar Marcelo Lomba. Inclusive, Vander jogando contra o Bahia na Arena Fonte Nova é certeza de gol. Cada vez mais “na moda”, a Lei do EX não parou por aí. O segundo gol foi marcado por Tiago Real, que estava no Bahia até novembro do ano passado. O camisa 11 aproveitou a raça de Marinho, que tirou a bola do defensor rival e chutou com muito estilo para marcar um golaço e dar números finais ao placar.

O resultado anima, não só pelos números, por ter quebrado a invencibilidade do rival ou ter garantido classificação para a próxima fase do estadual, mas por mostrar que o Vitória pode evoluir, pode crescer. Com as chegadas de Victor Ramos e Dagoberto, além da iminente chegada de Kieza, o rubro-negro começa a dar esperanças de fazer um Campeonato Brasileiro sem sustos, mas ainda longe de brigar por alguma coisa mais importante. Sim, tenho que ser realista e não posso me iludir, nem iludir vocês, meus caros colegas rubro-negros. Falta muito para o Vitória chegar ao ponto que queremos, mas vencer o Bahia no último domingo (13) foi uma ponta de esperança para acreditar que a sequência da temporada será melhor.


Você pode sugerir pautas, assuntos, deixar críticas e conversar comigo aqui no espaço dos comentários ou através do meu Twitter @heiderzito. Não deixe de acompanhar também o site Arena Rubro-Negra, maior portal dedicado exclusivamente à torcida do Leão da Barra e site que também faço parte.

Heider Mota

Baiano, 21 anos, estudante de jornalismo e amante dos esportes.

Twitter: @heiderzito

%d blogueiros gostam disto: