Novak em busca de recordes

48 confrontos entre esses dois grandes tenistas, o sérvio agora está com 25 vitórias, duas a mais sobre Nadal. O que chama atenção nesses números é que essa foi a sexta conquista seguida do Nole, o número 1 do mundo não sabe o que é perder para o espanhol desde Roland Garros de 2014.

Quebras

O início do jogo foi repleto de quebras, aproveitando 2 duplas-faltas do sérvio, Rafa chegou a abrir 2 games a zero, mas Novak não deixou o espanhol abrir vantagem, e devolveu a quebra logo em seguida.

O jogo voltou a ficar equilibrado, levando o primeiro set para o tie-break. Na hora decisiva Djoko é impressionante, centrado e empurrando Nadal para o fundo da quadra, ele fechou o primeiro set em 7/65.

DECISIVO

O segundo set foi decisivo para o jogo. Apesar do equilíbrio aparente, Novak está realmente em outro nível, a pressão em cima dos adversários é enorme. Enquanto Nadal chegava a demorar de 6 a 10 minutos para fechar seu game, o número 1 gastava em média 2 minutos. No sexto game, o espanhol não aguentou e teve o saque quebrado, Nole abriu 4/2, foi o caminho para a vitória do sérvio, com mais uma quebra ele fechou em 6/2 e 2 sets a 0. Desde 2014 Nadal não vence um set sequer do sérvio.

Amanhã na final contra o canadense Milos Raonic, o sérvio busca mais um recorde, caso ele seja campeão, chegará ao 27º título de Masters 1000, igualando-se ao próprio Rafael Nadal como o maior campeão nessa categoria de torneio, que é o segundo mais importante – perde apenas para os 4 Grand Slam.

%d blogueiros gostam disto: