O adeus de uma lenda

Texto: João Raphael Nunes

Domingo, 6 de março de 2016, quase um mês após atingir a glória máxima do futebol americano, uma lenda dá adeus aos gramados da National Football League.

Após várias semanas de incertezas sobre o seu futuro, finalmente Peyton Manning anunciou que está se retirando da liga. A informação foi dada com exclusividade ao jornalista Chris Mortensen da ESPN, que estava afastado dos trabalhos devido a uma batalha contra o câncer. Dispensado do Colts após perder toda a temporada 2011 por lesão, Peyton Manning desembarcou em 2012 ao Denver Broncos através da Free Agency. Foram 4 grandes anos em Denver, 140 passes para touchdown, 4 títulos de divisão, 2 títulos da AFC, um título de Super Bowl e diversos recordes quebrados.

Mesmo com o Super Bowl, 2015 foi uma temporada atípica para Manning, marcada por interceptações, passes tortos e principalmente as lesões. O corpo já não aguentava mais tantas dores e a possibilidade de encerrar como campeão certamente pesaram na então acertada decisão de aposentadoria.

Peyton esteve à frente de seu tempo. Sua imensa capacidade de realizar audibles e ler defesas fizeram com que o filho do ex-QB Archie Manning fosse considerado mais que um atleta, um verdadeiro treinador dentro de campo. Em 18 temporadas na NFL, o agora ex-Colts e ex-Broncos sagrou-se como um dos melhores da história: Foram 5 MVP’s, 2 títulos de Super Bow e 539 touchdowns aéreos, recorde máximo dentro da liga.

Quem viu Peyton Manning jogar com certeza não esquecerá as suas jogadas de cinema e as horas de sono perdidas com grandes jogos de horário nobre. É difícil dizer adeus a um ícone do esporte, porém infelizmente a hora chega para todos, e, após anos de superação, chegou a hora de Peyton Manning dar adeus aos gramados que tanto lhe consagraram.

%d blogueiros gostam disto: