Parabéns, Zico!

Galinho de Quintino para os flamenguistas, Deus do Futebol para os Japoneses e até mesmo Rei Arthur para os turcos, esses são os apelidos de Arthur Antunes de Coimbra, ou simplesmente Zico que hoje completa 63 anos.

Zico aos 14 anos foi levado pelo radialista Celso Garcia para as categorias de base do Flamengo, o seu porto físico franzino e o bairro onde morava (Quintino) lhe rendeu o primeiro apelido, Galinho de Quintino; por conta desse físico demorou a se firmar como titular do Flamengo. Em 1974 se firmou na equipe e recebeu a camisa 10, venceu o Campeonato Carioca, o segundo título de sua carreira.

Zico presenciou e foi protagonista de um dos maiores times da história do futebol, o Flamengo da década de 80 ganhou tudo que tinha direito, triunfou sobre o poderoso Liverpool em Tóquio após também conquistar a América e também 3 Campeonatos Brasileiros (1980, 1982 e 1983).

Zico é muito mais do que um jogador de futebol, ele por diversas vezes provocou mudanças em cidades, país, difundiu o futebol em lugares onde nunca se imaginaram uma espécie de embaixador do Futebol. Na sua transferência para a Itália ao escolher a modesta Udinese, o Galinho provocou indignação dos grandes clubes e o presidente do país chegou a barrar a negociação, os moradores de Udine ameaçaram se separar da Itália, o lema era “Zico ou Áustria”, após isso, o presidente voltou atrás.

No Japão ele é considerado Deus do Futebol porque ele apresentou o esporte ao país, chegando a jogada no Kashima Antlers antes mesmo do time se profissionalizar, Zico é endeusado por lá, tem estátua por lá e chegou a ser técnico da Seleção Japonesa.

Zico é um dos maiores jogadores da história do futebol, pós-Pele talvez o maior jogador brasileiro, batia falta magistralmente e tem uma carreira limpa, seja como jogador, treinador e dirigente; todos nós gostaríamos de ver Zico na frente de uma entidade do nosso futebol, seja a FIFA (onde já lançou a pré-candidatura, mas voltou atrás) ou até mesmo da CBF. Abaixo a carreira, números e recordes do nosso eterno Galinho de Quintino.

Carreira – Jogador

Flamengo (1971 – 1983)
Udinese (1983 – 1985)
Flamengo (1985 – 1989)
Kashima Antlers (1991 – 1994)

Carreira – Técnico

Kashima Antlers (1999)
CFZ (Clube Futebol Zico) – (2001)
Seleção Japonesa (2002 – 2006)
Fenerbahçe (2006 – 2008)
Bunyodkor (2008 – 2009)
CSKA Moscou (2009)
Olympiakos (2009 – 2010)
Seleção Iraquiana (2011 – 2012)
Al Gharafa (2013 – 2014)
FC Goia (2014 – Atualmente)

Títulos – Jogador

Campeonato Carioca (1972, 1974, 1978, 1979, 1981 e 1986)
Campeonato Brasileiro (1980, 1982, 1983 e 1987*)
Copa Libertadores da América (1981)
Mundial de Clubes (1981*)
Títulos – Treinador

Seleção Japonesa – Copa Ásia (2004)
Fenerbahçe – Campeonato Turco e Supercopa Turca (2007)
Bunyodkor – Campeonato do Uzbequistão e Copa do Uzbequistão (2008)
CSKA – Copa Russa e Supercopa Russa (2009)

Recordes

Maior artilheiro do Maracanã (333 gols)
Maior artilheiro meio campista de toda a história (516 gols oficiais e 826 gols no total)
Maior artilheiro da história do Flamengo (589 gols)
Décimo maior artilheiro do mundo e quarto maior artilheiro no brasil (516 gols)

Renan Thierre

Antigamente comia areia e catarro, futuramente um professor de História, atualmente editor no HTE Sports e finge que entende de futebol e outros esportes.

%d blogueiros gostam disto: