A preparação de um time no futebol americano nacional

Texto: João Raphael Nunes

É impossível negar o crescimento do futebol americano no Brasil, principalmente com a chegada de Cairo Santos à NFL. Cada vez mais o torcedor tupiniquim vem deixando de lado a bola redonda em detrimento da bola oval. Dados do Ibope mostram que 500 mil brasileiros assistiram a transmissão do SuperBowl XLIX na ESPN, um aumento de 84% em relação à audiência de 2014.

image

Os clubes brasileiros de futebol americano seguem ano após ano se aperfeiçoando, buscando atletas estrangeiros e métodos de treino eficientes para melhorar a qualidade e o rendimento no esporte. O América Bulls é um dos pioneiros na região Nordeste, e na próxima Sexta (22) até Domingo (24), realizará um Trainning Camp com todos os seus atletas profissionais.

Treino do América Bulls
Treino do América Bulls

Para Rafael Mariano, RT da equipe potiguar, o Trainning Camp é fundamental para aperfeiçoar a parte física e técnica, além de melhorar o entrosamento do time como um todo. “O TC é muito importante para melhoria dos nossos atletas, onde eles podem ter a sensação de estar em campo, defendendo uma camisa onde a cada dia o esporte cresce cada vez mais. Lá eles terão treinamentos, dicas e fundamentos para a evolução total no esporte” finalizou.

Foto: Felipe Lúcio
Foto: Felipe Lúcio

Um time que faz Trainning Camp vale por dois. Para Mariano, a preparação ajuda não só na parte física, como também no espírito de equipe: “No TC você aprende a torcer pelo seu amigo, vibrar junto com ele. Vai dar mais de 100% a cada jogada. É algo único no esporte, é algo que todos os esportes deveriam ter”.

O América Bulls apostou em na educadora física Clara Barbalho para incrementar o preparo dos atletas. “Um atleta despreparado fisicamente não seria verdadeiramente um atleta. Até mesmo em times mais amadores, os atletas devem cuidar de todas as capacidades e valências fisicas. Não é porque um atleta joga em determinada posição, um RB por exemplo, que tem que ser rápido , que ele não deva treinar força, estabilidade, entre outras valências. A ideia de preparação física é essa, preparar o físico dos atletas, e assim sendo, não deixar que se “acomodem” apenas em suas posições.”

Clara, no canto esquerdo da foto
Clara, no canto esquerdo da foto

Clara Barbalho possuiu outras passagens pelo FA nacional. Em 2009 participou do Hunters, que junto do Scorpions foram os primeiros times femininos em Natal. Hoje no América Bulls, a preparadora física conhece as dificuldades, porém, sabe como contorná-las: “O fato de ser a única mulher acaba por exigir um pouco mais. Alguns rapazes subjulgam o trabalho feito por uma mulher em um esporte como o futebol americano, mas nada que não possa ser contornado. É muito bom trabalhar com atletas que se dedicam ao esporte.

A temporada de 2016 é um marco para o futebol americano nacional e potiguar, será a primeira onde teremos todos os melhores times do Brasil disputando um único campeonato, e o América Bulls, completando seus 10 anos de existência, quer chegar firme rumo ao título: “Completamos 10 anos agora em 2016 e queremos retomar ao poder. Ganhar de todos, essa é a nossa ambição”.

 

%d blogueiros gostam disto: