ACADEMIA ALVIVERDE #16 – O Dérbi Paulista: Palmeiras x Corinthians

Texto: Gustavo Mestriner

Nosso Palmeiras anda meio mal das pernas, há um tempinho que o time não vem jogado o futebol esperado e desejado. Pela grandeza do clube, investimentos feitos, “melhor elenco do Brasil” como muito foi citado por parte da imprensa, é inadmissível um time como Palmeiras perder para clubes de menor expressão como RedBull e Audax e ainda ser goleado pelo Água Santa, time que até poucos anos atrás era um time de várzea.

Cuca, o novo técnico, perdeu seus quatro primeiros jogos sob o comando do Palmeiras, no quinto jogo, na última quinta-feira, venceu sua primeira, contra o fraco Rio Claro, jogo morno, sem muita novidade, onde poucos palmeirenses estavam preocupados com esse jogo, estavam todos concentrados no próximo jogo… o de domingo, o clássico contra o maior rival Corinthians.

Palmeiras e Corinthians, um dos maiores, se não o maior clássico do Brasil, sempre gera muito o que falar e ontem não foi diferente. Primeiro, logo cedo o lamentável episódio de mais uma briga entre as torcidas organizadas em estações de metrô e trem que acabaram com a morte de uma pessoa que não tinha nada a ver com a briga e com as estações do transporte público depredadas. Triste, a violência tira o charme desse clássico e de todo o futebol. Não se pode compactuar com isso. Maldito fanatismo.

Voltando ao jogo, ao futebol jogado, tivemos um clássico bem com cara de Palmeiras e Corinthians. Decidido em detalhes, a equipe do Corinthians já classificada e tranquila enquanto o Palmeiras com a corda no pescoço, em situação delicada, as duas equipes se respeitaram muito e ficaram poucos expostas, com muita cautela para sair para o jogo, afinal, ninguém quer perder o clássico. Jogo truncado, nervoso, tenso, franco e disputado, mas com poucas oportunidades.

O Palmeiras saiu vitorioso do Pacaembu, venceu o rival por 1×0. Quando o jogo já se encaminhava para o final e com aquela cara de clássico sem graça 0x0, o Corinthians teve um pênalti marcado a seu favor. Lucca na cobrança e mais uma vez, Fernando Prass foi gigante e defendeu o chute do atacante corintiano. Na sequência do lance, contra ataque palmeirense, falta na intermediária: Egídio cruzou na área, Zé Roberto escorou de cabeça para cima e sobrou para o baixinho Dudu, que de cabeça conseguiu chegar primeiro que o goleiro Cássio e anotou o gol para o Verdão. Foi perfeito, roteiro de filme, nem o palmeirense mais otimista imaginaria uma situação assim, ganhar o clássico dessa forma.

Com a vitória ontem, o Palmeiras estende o tabu de não perder para o Rival a mais de um ano e o Corinthians não vence o Palmeiras no Pacaembu desde 2012.

Vencer o Rio Claro e o Corinthians com certeza deu o ânimo que o Palmeiras precisava para seguir nos seus próximos jogos. O Palmeiras agora encara o Rosario Central na Argentina pela Libertadores e o Mogi Mirim em Mogi pelo Paulista. Ambos jogos muito importantes, vão decidir se o Verdão segue vivo nas duas competições.

%d blogueiros gostam disto: