CLUBE DA FÉ #67 – Pós-Jogo – São Paulo 2×1 River Plate

Continuamos vivos na Libertadores. Em um jogo típico da principal competição sul-americana, conquistamos uma boa vitória sobre os atuais campeões e vamos para a última rodada podendo jogar por um empate na temida altitude de La Paz. Calleri, com dois gols, foi o nome do jogo pelo São Paulo, que teve ainda boas atuações de Ganso, Hudson, Rodrigo Caio e Maicon na noite de ontem.

O primeiro tempo tricolor foi excelente. Dominou as ações do jogo, não deu espaço para o River Plate criar nada. Organização tática impecável e time ganhando todas as divididas. Hudson e João Schimdt colocaram D’Alessandro no bolso. Na frente, Calleri brigava muito, Ganso armava bem as jogadas, mas parava muitas vezes na ineficiência do lado esquerdo, com Mena e Michel Bastos (mais uma vez) em má jornada. O gol saiu pelo lado direito, em cruzamento de Bruno que Calleri enfiou o pé.

No segundo tempo o São Paulo diminuiu o rimtmo. O River começou a chegar, mas Calleri, após cruzamento em falta pela esquerda, anotou o segundo tento tricolor. Na sequencia, confusão em campo, que resultou em expulsão de um jogador do River Plate e amarelo para Calleri. Com 2 x 0 na mão e com medo de perder jogadores para a decisão na Bolívia semana que vem, Bauza mexeu no time, colocando Kardec no lugar de Calleri. É visível que Kardec, com expressão do trocadilho religioso, vive em outro plano astral. Também veio a campo Centurión, que mais uma vez errou tudo que tentou. No fim, expulsão de João Schimidt e gol dos argentinos em (nova) falha de Dênis.

Shimidt fará muita falta na próxima semana, principalmente pelo que não vem jogando Thiago Mendes esse ano. Mas, se o espírito de luta mostrado nos dois jogos no Morombi pela Libertadores continuar, há grandes chances de voltarmos com a classificação, que não deveria ser tão sofrida como foi:

Comentários Aleatórios:

  • Pintado assumiu há pouco mais de uma semana o posto de coordenação técnica, ou qualquer título que o tenham dado. Desde então, luta não faltou. Maior representante da alma da equipe mais técnica que o São Paulo já teve, pode ser a peça que faltava fora de campo para o futebol começar a retomada.
  • Michel Bastos não acertou nada que tentou ontem, mas não por falta de luta. Mas é incrível a má fase técnica que perdura há quase 1 ano.
  • Diretoria negociando com Fred. Se der certo, por favor, não me inventem Fred e Calleri iniciando jogos juntos.
  • Mena foi contratado por ser um lateral mais defensivo. Porém, a avenida Mena está com tráfego livre e quando chega a frente não tem qualidade para fazer um cruzamento. Se for para ter o lateral ofensivo, não é melhor o Carlinhos?
  • Hudson vem jogando muito bem nos últimos jogos. Merece um crédito por parte da torcida.

Marcelo Tadeu Parpinelli

Um cara que gosta de opinar sobre tudo, principalmente daquilo que não conhece e não entende. Aspirante a filósofo nas horas vagas.

%d blogueiros gostam disto: