Rams e Titans acabaram com os Mock Drafts

Nesse momento acho que você já sabe. LA Rams e Tennesee Titans resolveram abalar o noticiário da NFL com uma troca insana para o próximo draft. Disposto a ficar com a primeira escolha que pertencia a equipe de Nashville e a tentar dar um novo ídolo para a cidade de Los Angeles chamar de seu após a aposentadoria de Kobe Bryant pelo Lakers, o Rams mandou sua escolha de primeira rodada, suas duas de segunda rodada e a sua de terceira rodada desse ano, mais as escolhas de primeira e terceira rodada de 2017 pela famigerada primeira escolha geral desse ano, mais uma de quarto e sexto round desse ano. Como dizem, venderam a alma para subir da 15ª para a primeira posição no round inicial.

Me parece bem óbvio que o alvo da troca para o Rams seja a aquisição de um QB. Não faz sentido fazer uma troca desse tamanho se não for em busca de um franchise QB. E, com uma classe pouco atraente na posição, onde somente Carson Wentz e Jared Goff (talvez Paxton Lynch) sendo considerados como prospectos de primeiro round e tendo equipes pela frente que precisam muito de alguém na posição, a velha/nova franquia Angelina fez o que fez para tentar voltar a Hollywood em grande estilo. Certo ou errado, somente o tempo irá dizer.

A única coisa que dá para ter certeza é que todos os mocks drafts feitos até essa manhã foram furados vertiginosamente. Muitos apostavam no recrutamento de um QB para o Browns e para o 49ers logo de começo, motivo até pelo qual o 49ers considerava uma troca de Kaepernick com o Broncos. Agora, os dois principais QBs devem sair nas duas primeiras escolhas e, ou o 49ers arrisca com Lynch (previsto para o final da primeira rodada) ou vai de outra posição em sua escolha. Tunsil também deve cair para fora do Top 5, deixando as franquias seguintes que necessitam de um offensive tackle com as mãos coçando para selecioná-lo.

O grande barato da intertemporada da NFL é isso. Para uma liga que fica tanto tempo sem jogos, mexer com o imaginário do torcedor, com as redações jornalísticas é essencial. E Rams e Titans fizeram o trabalho direitinho. Rams pode dar a Los Angeles seu novo ídolo. E o Titans, com todas as escolhas que ganhou, uma base forte para ser protagonista na AFC. Quem se deu melhor? As próximas temporadas responderão.

Marcelo Tadeu Parpinelli

Um cara que gosta de opinar sobre tudo, principalmente daquilo que não conhece e não entende. Aspirante a filósofo nas horas vagas.

%d blogueiros gostam disto: