Rio 2016 – O caminho do ouro no Futebol

Semana passada ocorreu o sorteio para o torneio menos olímpico (dado que praticamente todas as partidas são disputadas em estádios fora da cidade-sede) de futebol nos Jogos Rio de Janeiro, o futebol, tanto masculino como feminino. Modalidade que ainda não trouxe a tão sonhada medalha dourada tentará em casa quebrar esse tabu. Vamos aqui fazer uma análise dos grupos e do caminho do Brasil na competição

Masculino

Pentacampeã mundial e com obcecada pela medalha de ouro, a seleção pegou um caminho teoricamente fácil. Cabeça de chave do grupo A, o Brasil tem como adversários África do Sul, Iraque e Dinamarca. Nenhuma grande potência. África do Sul não tem grande histórico de conquistas ou surpresas na base como outras seleções africanas. A Dinamarca tem alguns jogadores promissores espalhados pela Europa, mas sem grande brilho e o Iraque não pode colocar medo na seleção brasileira. Fase de grupos deve encaminhar uma classificação tranqüila para um cruzamento nas quartas que não será dos mais complicados, uma vez que o grupo B conta com Suécia, Colômbia, Nigéria e Japão. É, talvez, a maior chance de a seleção emplacar o tão sonhado lugar mais alto do pódio olímpico. Lembrando que seleções como Argentina, Alemanha e Portugal, do outro lado da chave, muito provavelmente não venha com grandes estrelas nos jogadores acima dos 23 anos. A Argentina, por exemplo, já declarou que Messi não vem aos Jogos.

Feminino

Se o caminho está teoricamente fácil para os homens, as mulheres podem dizer o contrário. O Brasil pegou a pior combinação possível para os grupos, tendo que enfrentar China e Suécia, além da África do Sul, logo na primeira fase. Tanto chinesas como suecas são seleções fortíssimas no cenário do futebol feminino e serão jogos extremamente complicados para uma seleção que vive sem apoio fundamental para se formar. Marta e Cristiane novamente são as grandes esperanças dessa seleção. O alento é que no feminino podem classificar-se até 3 seleções de um mesmo grupo para as quartas de final, então emplacando duas vitórias a qualificação é certa. Passando de fase, seleções da Alemanha, EUA e Canadá prometem ser os maiores adversários nesse caminho do ouro.

Marcelo Tadeu Parpinelli

Um cara que gosta de opinar sobre tudo, principalmente daquilo que não conhece e não entende. Aspirante a filósofo nas horas vagas.

%d blogueiros gostam disto: