Um feliz aniversário para o Fino

Hoje um dos maiores tenistas brasileiros completa 45 anos, Fernando “Fino” Meligeni.

Ele nasceu na Argentina, mas mudou para o Brasil com 4 anos de idade, ganhou um dos torneios mais importantes do tênis juvenil, o Orange Bowl, que é jogado nos Estados Unidos.

Já como profissional ganhou 3 títulos ATP de simples: Bastad(Suécia), Pinehusrt (Eua) e Praga (República Checa). Em duplas conseguiu 7 títulos, 5 deles com o seu grande parceiro Gustavo Kuerten.

Com Gustavo Kuerten um dos seus grandes parceiros.
Com Gustavo Kuerten um dos seus grandes parceiros.

Em 1999 chegou a semifinal de Roland Garros, conquistando assim seu melhor resultado em Grand Slam, perdeu para o ucraniano Andrei Medvedev.

Semifinal em Roland Garros
Semifinal em Roland Garros

Nas olimpíadas de Atlanta (Estados Unidos) em 1996, ele também chegou a semifinal, perdeu para o espanhol Sergi Bruguera. A medalha de bronze acabou ficando para o indiano Leander Paes.

4º lugar em Atlanta: a melhor colocação de um tenista brasileiro em Jogos Olímpicos
4º lugar em Atlanta: a melhor colocação de um tenista brasileiro em Jogos Olímpicos

Despedida num jogo histórico

Disputando os jogos Pan-americanos de 2003 em Santo Domingo, Meligeni disputou um dos maiores jogos de sua carreira.

“Vou jogar o Pan porque quero representar meu país. Passei grandes momentos na Olimpíada e na Copa Davis e ainda tenho vontade de representar o Brasil”

E representou como poucos. Foi um jogo dramático, antológico. O adversário era nada mais nada menos que o ex-número 1 do mundo, o chileno Marcelo Ríos, jogador que nunca tinha perdido para o brasileiro, já eram cinco confrontos no circuito do tênis.

Um primeiro set bastante disputado com o chileno Ríos impondo seu ritmo, aproveitou a única oportunidade para quebrar o saque do brasileiro e fechou em 7/5.

O segundo set também não foi diferente, disputando cada bola, cada lance, numa verdadeira aula de tênis, o brasileiro consegue vencer no tie-break 7/66.

Um jogo tão bonito e disputado não poderia terminar de outra forma, último set, cansaço, não existia bola perdida, cada game, cada ponto como se fosse o último.

Depois de 2h54 e salvar incríveis quatro match-points Meligeni fecha o set em 7/55.

Medalha de Ouro em Santo Domingo.
Medalha de Ouro em Santo Domingo.

Era Campeão, era medalha de ouro para o Brasil

Emocionado e com lágrimas nos olhos, ele disse que a conquista foi a mais dramática de sua vida.

Com esse espirito guerreiro que ele sempre teve, deixou as quadras, com o sentimento nobre que somente os grandes esportistas conseguem transmitir.

Esse ano recebeu uma justa homegaem no ATP500 Rio Open no Rio de Janeiro, ele é o quarto brasileiro a receber essa honraria: Gustavo Kuerten, Maria Esther Bueno e Alcides Procópio completam a lista.

É incrível ser homenageado nesse grande torneio por algo que fiz com tanto carinho e dedicação. Parei de jogar há uns 12 anos e onde vou as pessoas me tratam com muito carinho. Receber essa placa de alguém que me ajudou tanto, que transformou meu tênis, é ainda mais especial.

Ricardo Acioly entrega a placa para Fino
Ricardo Acioly entrega a placa para Fino

Nos brasileiros amantes do esporte e do tênis só podemos dizer: Obrigado!!!

FELIZ ANIVERSÁRIO, o presente é nosso de ter tido um esportista como você.

 

 

%d blogueiros gostam disto: