6 veteranos livres que ainda têm lenha para queimar na NFL

O draft e o período de free-agency da NFL já passou e as equipes já estão iniciando os mini-camps. Mas isso não significa que os elencos já estão completos e nem que não tenha mais algumas boas opções de veteranos no mercado nesse período que podem ser boas adições para algumas equipes.  Vencedor do Comeback Player of the Year da última temporada, o RB Chris Johnson é um grande exemplo de contratação já com os treinamentos iniciados que podem trazer frutos para as equipes. Listamos aqui seis jogadores ainda sem contrato para a próxima temporada que podem ser interessantes ao longo da temporada.

 Anquan Boldin, Wide Receiver

Líder de recepções do San Francisco 49ers na última temporada, Boldin ainda não assinou com nenhuma equipe. Experiente e com ainda muita lenha para queimar, pode ser bem útil para equipes que não têm um corpo de recebedores confiável e com um QB em desenvolvimento. À CBS Sports, Boldin disse: “É a primeira vez em 13 anos eu fui um agente livre, então vou começar a escolher onde eu quero ir agora. Eu definitivamente vou tomar meu tempo e tomar a melhor decisão para mim e minha família.”

 Arian Foster, Running Back:

Se reabilitando de uma lesão no tendão de aquiles rompido, Foster visitou o Dolphins, mas só deve definir seu futuro após estar plenamente recuperado. Com grande carreira no Houston Texans, é uma boa aposta para equipes que tiveram jogo corrido inconsistente na última temporada. Além da equipe da Flórida, seu nome já foi ligado ao Seahawks e ao Denver Broncos.

Ryan Fitzpatrick, Quarterback:

Fitzpatrick teve uma boa temporada com o Jets e quis valorização. Talvez apostando no mercado que tinha um draft raso na posição de quarterback. Os Jets, porém, draftarem Hackenberg e contam com Geno Smith, que seria titular na temporada passada se não fosse a confusão nos vestiários pouco antes do início. Pode ser um bom backup para times que tem QBs propensos a lesões ou titular em equipes que querem desenvolver um QB. Fitzpatrick tem mais a adicionar para Hackenberg que Geno Smith, sem dúvidas.

 Leon Hall, Cornerback:

Semelhante ao caso de Arian Foster, pois está recuperando-se de uma lesão nas costas, deverá demorar um pouco para saber sua nova casa. Aos 31 anos, Hall já atraiu o interesse de Dolphins, Falcons, Cardinals, Giants e Cowboys e pode ser uma boa solução para as secundárias dessas equipes.

Dwight Freeney, Pass rusher:

Com 36 anos, Freeney ainda não pensa em se aposentar e, se a temporada passada servir como referência, ainda tem lenha para queimar. Com a camisa do Arizona Cardinals, obteve 8 sacks em 11 jogos. Mas Freeney já declarou que não quer somente jogar.  À ESPN americana, declarou que sua próxima equipe “Tem que ser uma equipe vencedora. Estou acostumado a vencer” . Vamos ver se os principais contenders ao Super Bowl terão interesse no veterano.

 Jahri Evans, Guard:

Evans já foi o Guard mais bem pago da NFL, mas vem efrentando um mercado um tanto quanto frio depois de rejeitar a redução dos ordenados proposta pelo New Orleans Saints. Quatro vezes All-Pro, pode acabar sendo forçado a encerrar sua carreira por falta de opção.

Marcelo Tadeu Parpinelli

Um cara que gosta de opinar sobre tudo, principalmente daquilo que não conhece e não entende. Aspirante a filósofo nas horas vagas.

%d blogueiros gostam disto: