Porque Andrew Luck pode levar os Colts ao título na NFL

Bem, sendo torcedor dos Colts desde 2005, posso dizer que acompanho a franquia há algum tempo. Como a maioria dos torcedores brasileiros que acompanham a NFL na última década (já faz tempo hein!) obviamente que o interesse pela equipe de Indianapolis veio por assistir um dos maiores, se não o maior, quarterback de todos os tempos, Peyton Manning. Grandes vitórias, títulos, algumas decepções, turbulências, mas sempre chegando nos playoffs. Assim era a vida do torcedor dos Colts até 2010.

Em 2011, tudo mudou. Peyton Manning sofreu com uma lesão no pescoço e ficou de fora da temporada. Os Colts acabaram com a pior campanha da NFL, vencendo apenas duas partidas em toda a temporada. Como consequência, a equipe teve a primeira escolha no Draft de 2012, utilizando-a para trazer Andrew Luck, que de acordo com os analistas era um dos melhores prospectos de QB dos últimos anos, vindo da Universidade de Stanford.

Luck chegou e junto com uma classe de jogadores talentosos como T.Y Hilton, Dwayne Allen e Coby Fleener, conseguiu levar a equipe azul de volta aos playoffs como wildcard com uma campanha de 11 vitórias. A sua primeira temporada foi prolífica, com números que superaram de longe a primeira temporada de Peyton Manning: 4.374 jardas lançadas, 23 TD’s e 18 INT’s e um rating de 76.5.

Nas duas temporadas seguintes, desempenho sempre subindo um degrau, mas ainda faltava o algo a mais. Em 2013 e 2014, a equipe acabou sucumbindo para os Patriots em Boston, com jogos onde o ataque não foi bem e a defesa permitiu um caminhão de jardas para o jogo corrido capitaneado por LeGarrett Blount.

Na última temporada, os Colts resolveram apostar em nomes como Frank Gore e Andre Johnson para fortalecer ainda mais o ataque. Entretanto, um velho problema (que existia desde os tempos de Manning) acabou se agravando: a porosidade da linha ofensiva. Com uma linha que não conseguia o proteger um tempo mínimo, Luck acabou sofrendo várias pancadas e disputou apenas 7 jogos na temporada, enterrando quaisquer chances de playoffs da equipe. Matt Hasselbeck ainda conseguiu algumas vitórias importantes, mas os problemas defensivos e ofensivos acabaram tirando os Colts dos Playoffs.

Com uma temporada de desempenho fraco, onde lançou várias interceptações, forçando alguns passes e sendo impaciente na escolha da melhor jogada, alguns torcedores e analistas começaram a questionar se Luck era tudo isso mesmo. Até de bust ele foi chamado por alguns mais exaltados. Eu particularmente ainda acredito MUITO no que Luck pode oferecer aos Colts por alguns motivos.

Primeiro porque ele SEMPRE teve coordenadores ofensivos pífios, que insistiam em jogadas ridículas com uma linha ofensiva no mínimo duvidosa, mas tenho esperança que Rob Schudzinski continue o bom trabalho realizado na metade final da temporada passada. Segundo porque Luck já deu mostras de que, quando saudável, pode fazer estragos em qualquer defesa da NFL. Terceiro porque, aparentemente, o Joel Santana da NFL, “papai” Chuck Pagano, terá de mostrar serviço com a defesa da equipe para poder dar alguma chance a franquia nos playoffs. A expectativa é que ele consiga, com os jogadores que chegaram na off-season, montar uma defesa minimamente sólida que dê condições para que Luck possa desenvolver o seu jogo de forma mais tranquila, sem ter que carregar o time para viradas épicas em todos os jogos.

Aos analistas que colocam Kirk Cousins e Brock Osweiller em uma melhor posição no ranking de quarterbacks da NFL, veremos se essa lista continuará a mesma ao final desta temporada. A minha aposta é que Luck vai brilhar e levar os Colts longe nessa temporada. E você leitor, acredita na sorte, quer dizer, em Luck?

%d blogueiros gostam disto: