Turnover – O Gigante Bowl

Assistindo a final da Uefa Europa League quarta feira, me peguei pensando nas cerimônias que a Uefa sempre faz para as suas finais. A cidade sede da partida é escolhida com muita antecedência, de maneira em que não tem como saber quais os times que se confrontarão, nem se um dos dois finalistas será um time da casa. Sendo assim, a entidade precisa fazer da final um verdadeiro evento, para atrair ao estádio o cidadão de Basel, na Suíça, que nada tem a ver com Sevilla ou Liverpool.

Nas copas continentais sul-americanas e nas competições brasileiras nós não temos esse costume de fazer um espetáculo para acompanhar a peleja.

Mudando rapidamente de assunto, na minha última postagem aqui, outra coluna Turnover, eu fiz um apelo para que você, leitor, dê uma chance ao seu time de futebol americano local e comece a acompanhá-lo (confira aqui).

Pois é exatamente isso que o Internacional, a Federação Gaúcha de Futebol Americano (FGFA) e o Beira Rio estão fazendo para o Gigante Bowl, a final do campeonato gaúcho de futebol americano.

Todas as informações a seguir foram retiradas do jornal gaúcho Zero Hora.

Dia 18 de junho acontece o Gigante Bowl no estádio Beira Rio (Porto Alegre), mas nesse dia não teremos só mais um jogo de futebol americano no Brasil. Vem aí uma grande cerimônia, nos moldes do Super Bowl!

Para interpretar o hino riograndense, a soprano Cristina Sorrentino. No show do intervalo se apresentarão a banda Papas na Língua com a gaita de Renato Borghetti (o Borghettinho), além de Tchê Barbaridade, Grupo do Bola, Dj Finna, grupo de dança CTG e a cantora pop Cátia Aveiro. Talvez você tenha reconhecido o sobrenome dessa última. Sim, é familiar mesmo: ela é nada mais, nada menos, que a irmã do Cristiano Ronaldo. Cátia tem 39 anos e 6 albuns lançados ao longo da carreira.

Até o momento já foram vendidos 2 mil ingressos, a expectativa é que mais de 20 mil pessoas assistam a partida. Com o intuito de divulgar o evento, o Internacional está negociando com duas redes de televisão a transmissão do jogo. Os ingressos estão disponíveis nesse endereço.

O futebol americano já é praticado no Brasil oficialmente desde o início do século, porém ainda engatinhamos nesse esporte. Uma iniciativa como essa, de se espelhar em como o processo é feito lá nos Estados Unidos (ainda mais no fora de jogo, que é uma parte muito importante) é muito bacana. Esse é o tipo de experiência que enriquece o futebol americano nacional e, tomara, fortalece a cultura do esporte em nossas terras.

Você, fã do esporte de Porto Alegre, ou que estará próximo nesse dia, não tem motivos para não ir ao Beira Rio e conferir o provável primeiro Super Bowl do FA brasileiro, tanto pelo jogo quanto pelo espetáculo!

%d blogueiros gostam disto: