HOSPÍCIO #65 – Precisamos de reforços

Após o jogo contra o Atlético-MG, Cristóvão Borges, na sua primeira coletiva pós-jogo, já cobrou (mesmo que de forma branda) a diretoria do Corinthians para contratar mais jogadores, principalmente no ataque. O que todo corinthiano já sabia e já cobrava da diretoria. Mas, não é só no ataque que precisamos de mais jogadores.

hospício

Obviamente, o ataque é o setor mais carente do Corinthians. E não é de hoje: mesmo com a boa fase de Vagner Love no final do ano, e antes disso, tivemos Luciano e Love em fases espetaculares em certo momento, mas nunca com um reserva a altura. Hoje, ainda não temos um jogador em estado de graça, e a necessidade de alguém que faça gols é evidente. Porém, não é só no ataque que estamos necessitados. Com a saída de Edilson (mesmo contestado pela torcida, mas que tinha se adaptado ao esquema e vinha fazendo jogos regulares) e Felipe, ficaram faltando um lateral-direito e um zagueiro que venha para disputar a titularidade.

Pedro Henrique e Vilson vêm fazendo bons jogos, são tranquilos e erram pouco. Balbuena é uma incógnita, chegou bem no começo do ano, mas caiu um pouco de produção no Brasileiro. E Yago nunca foi uma unanimidade. A solução seria buscar um bom zagueiro na Série B (Luan, do Vasco, seria uma boa opção), ou no exterior. O mesmo para o lateral-direito. O reserva direto hoje é Léo Príncipe, que foi bem na base, mas no profissional do Corinthians ainda não fez um jogo sequer.

Esses setores são prioridades. O ideal seria contratar mais um meia de criação e um 2º atacante. Dinheiro o Corinthians tem. Vendeu diversos jogadores e reduziu e muito a folha salarial. Basta ter vontade, analisar o mercado e buscar bons jogadores. Opções também não faltam.

Thiago Cunha Martins

Paulistano, alvinegro, co-fundador e Diretor-geral do HTE Sports. Jornalismo por paixão, Psicologia por vocação. Adorador do futebol e tudo o que o rodeia. Fã curioso da NFL, UFC e eventual seguidor de outros esportes

%d blogueiros gostam disto: