MOSTRA TEU VALOR #10 – Procurando o protagonismo

Raimundo Viana, presidente do Vitória, vestido de chef de cozinha ao lado do volante Flávio, em ação de marketing do Vitória no dia dos namorados. (Foto: Francisco Galvão / EC Vitória)

“Vamos competir como protagonistas em todas as competições das quais iremos participar”. “O Vitória quer ser protagonista na Série A”. Essas foram frases ditas pelo presidente Raimundo Viana ao Correio* 24 hrs e ao programa Bate-Bola, da ESPN em dezembro de 2015 e maio de 2016. Se você, torcedor rubro-negro, criou esperanças a partir das falas do tal Vovô Mundico, o que tens a dizer agora?

Estamos na metade do mês de junho, boa parte da temporada já se passou. No Campeonato Baiano, um título comemorado, mas sem brilho. Na Copa do Brasil, jogos sem tanta facilidade contra adversários muito inferiores. No Brasileirão, apenas nove pontos de 27 disputados.

Um time que diz buscar o protagonismo em uma competição nacional não pode passar mais de 60 dias sem contratar tendo um elenco cheio de deficiências. Será que os olhos da diretoria ficaram cegos com o título do Baianinho? Não é possível. Mesmo o time sendo campeão, as falhas eram mais do que evidentes. Se tivemos dificuldade no estadual, perdendo para times como Flamengo de Guanambi e Fluminense de Feira, tomando gols de um time quase amador como o Náutico/RR, imagine no Brasileirão enfrentando Flamengo, Corinthians, Atlético Mineiro e outros?

Não me venha com o papo de que vencemos Corinthians e Internacional, empatamos com o Atlético Mineiro. Óbvio que triunfos podem acontecer, mas até mesmo nesses jogos não encontramos nenhuma facilidade. E nem iremos encontrar. A derrota para a Chapecoense foi grande prova disso. Jogando em casa, criando chances, torcida apoiando… Como justificar um resultado negativo desse?

Senhor Raimundo Viana, era melhor ter ficado calado e trabalhado mais, muito mais. Antes um coadjuvante que surpreende do que um “protagonista” declarado cheio de insucessos. O tempo, que é nosso maior aliado nesse momento, permite que mudanças sejam feitas. Como já cobrei neste Cantinho do Torcedor, precisamos de reforços. Mas, além de jogadores em campo, precisamos de mudança na mentalidade desses homens que constroem (ou será que destroem?) o nosso futebol.


Você pode sugerir pautas, assuntos, deixar críticas e conversar comigo aqui no espaço dos comentários ou através do meu Twitter @heiderzito. Não deixe de acompanhar também o site Arena Rubro-Negra, maior portal dedicado exclusivamente à torcida do Leão da Barra e site que também faço parte.

Heider Mota

Baiano, 21 anos, estudante de jornalismo e amante dos esportes.

Twitter: @heiderzito

%d blogueiros gostam disto: