‘Pobre’ Crawford

Carl Crawford é mais um daqueles jogadores que assinam um contrato milionário na MLB e não conseguem corresponder a altura.

Crawford iniciou sua carreira nas grandes ligas no ano de 2002. Atuou por 9 anos no Tampa Bay Rays. Nesse tempo que jogou no time da Flórida, foi onde o outfielder conseguiu seus melhores números na carreira. Jogador com aproveitamento sempre próximo dos 30% de aproveitamento rebatendo, extremamente veloz, tanto roubando bases quanto transformando rebatidas duplas [para jogadores ‘normais’ da MLB] em rebatidas triplas.

No ano de 2010, seu último ano de contrato com os Rays, Crawford foi para o All-Star Game (pela quarta vez), foi sétimo colocado na votação de MVP da Liga Americana, foi Gold Glove (prêmio dado aos melhores defensores em sua posição) e foi Silver Slugger (prêmio dado aos jogadores com melhores números ofensivos em sua posição). Certamente foi o ano mais importante da carreira de Crawford. Graças a sua excelente temporada, o Free Agent conseguiu atrair os olhares dos times mais ricos da MLB. Que para contar com o jogador, certamente teriam que investir pesado. E foi o que os milionários donos do Red Sox fizeram. Não fizeram questão nenhuma de poupar dólares para levá-lo para Boston.

De 2011 até os dias de hoje, Crawford recebeu cerca de 76 milhões de dólares. E nos 9 anos que atuou pelo Tampa Bay Rays, o outfielder recebeu ‘somente’ 31 milhões de dólares. Se seus contratos fossem por produtividade, certamente os valores seriam invertidos.

Muitos podem achar que Carl Crawford foi um jogador interesseiro, pois foi só assinar seu contrato multimilionário, que seu rendimento passou a cair. Mas além de ter que fazer jus ao seu ‘modesto’ salário, no ano de 2012, Crawford acabou tendo que passar pela cirurgia Tommy John, que apesar de ser um procedimento que exige um bom tempo de recuperação, na maioria das vezes o jogador volta com o braço melhor do que era antes. Mas provavelmente não foi o que aconteceu com ele. E ainda nesse ano, os Red Sox fizeram uma troca envolvendo nada mais, nada menos do que 9 jogadores com o Los Angeles Dodgers. E Crawford estava envolvido. Desde então seu salário passou a ser pago pelo time de Los Angeles. O que cá entre nós, não é nenhum problema para seus donos. Tanto não é, que em questão de dias, Carl Crawford não terá mais vínculo nenhum com o time. Mas ainda sim, mesmo desempregado, Crawford receberá cerca de 35 milhões de dólares, que seriam seus salários até o final da temporada de 2017 com os Dodgers. ‘Pobre’ Crawford, né?

%d blogueiros gostam disto: