Problemas latino-americanos em Boston

Que o ano de 2015 para os Red Sox foi um desastre todos já sabem. Boston teve a pior campanha da Divisão Leste da Liga Americana, mesmo já contando com reforços de peso (sem trocadilhos) em seu elenco.

Pablo Sandoval é apenas um dos jogadores que ainda não vingaram no time de Boston. Mas provavelmente é a maior decepção de seus torcedores. A verdade é que a direção dos meias vermelhas supervalorizaram o Kung Fu Panda (apelido carinhoso de Pablo Sandoval). O que pode ter causado essa falsa impressão, foi o fato do Terceira Base ter sido MVP da World Series de 2012, quando ainda atuava pelo San Francisco Giants. Mas se analisarmos seus números na temporada regular, talvez Sandoval não seja tudo isso que o seu novo time esperava. Até acredito que possa ser apenas uma questão de adaptação, o que é plenamente normal e aceitável, mas o problema é que Pablo Sandoval está fora do que seria sua segunda temporada por Boston, com uma lesão no ombro esquerdo. Como assinou um contrato de 5 anos, o venezuelano ainda terá mais 3 anos garantidos para mostrar serviço à fanática torcida de Boston e até mesmo para quem paga o seu salário, já que no seu último ano de contrato, os Red Sox tem a opção de renovar com Sandoval por mais um ano, ou poderá dispensá-lo pagando 5 milhões de dólares. Nos seus três primeiros anos de contrato, Sandoval tem recebido 17,6 milhões de dólares, e a partir de 2018 receberá 18,6 milhões. E caso os meias vermelhas resolvam exercer a cláusula de renovação automática, o salário do venezuelano será de 17 milhões de dólares. Acredito que esta cláusula não será exercida. Na verdade, acho até que os Red Sox vão tentar trocá-lo na próxima temporada, quando já estiver saudável.

Você sabe o que significa a sigla RBI? Clique aqui e descubra!

Outro jogador que ainda não mostrou a que veio é o dominicano Hanley Ramírez. Seu aproveitamento no bastão é relativamente baixo (25%), principalmente se formos fazer a relação custo-benefício. Seu salário no ano de 2015 foi de 19,75 milhões de dólares e, à partir desta atual temporada, o montante passará a ser de 22,75 milhões até o final de seu contrato (2018). E caso Ramirez consiga atuar em um certo número de jogos, sua renovação será automática (no ano de 2019) e seu salário poderá ser de até 22 milhões de dólares. De qualquer maneira ainda acredito que Hanley Ramírez é o menor dos problemas enfrentados por Boston.

Já a outra decepção para os torcedores do Boston Red Sox vem de Cuba. Rusney Castillo vem na contramão de seus inúmeros conterrâneos que atuam na Major League Baseball. Quando um cubano chega à MLB, seja rebatendo ou arremessando, normalmente chegam ‘fazendo barulho’ nas Grandes Ligas. Castillo recebe um salário de pouco menos de 11,5 milhões de dólares, o que é um grande salário para uma ‘aposta’. Comparando com os outros cubanos já estabilizados na Liga, Castillo começou sua carreira na MLB recebendo mais que: José Abreu (1B do Chicago White Sox), Yoenis Céspedes (OF do Washington Mets), Aroldis Chapman (Closer do New York Yankees) e Yasiel Puig (OF do Los Angeles Dodgers). Com isso podemos concluir que os Red Sox apostaram pesado em Rusney Castillo, que até então não fez jus algum a confiança depositada. Seu contrato vai até o final de 2019 e ele ainda tem a opção de permanecer no ano de 2020 recebendo 14 milhões de dólares. Será que Boston terá prejuízo até o final de seu contrato, ou Castillo mostrará a que veio? Eis a questão.

Rusney Castillo
Rusney Castillo

Definitivamente os recém-contratados latino-americanos que chegaram a Boston não estão mantendo  o ‘legado’ de bons jogadores latinos que a franquia vem tendo nos últimos anos, como por exemplo: os dominicanos Manny Ramirez, Pedro Martinez e David Ortiz .

David Ortiz, Pedro Martinez e Manny Ramirez.
David Ortiz, Pedro Martinez e Manny Ramirez.
%d blogueiros gostam disto: