Johan Cruyff e a misteriosa ausência da Copa do Mundo 1978

Texto: Tarcisio Neri

Que Johan Cruyff nunca ganhou uma Copa do Mundo isso é fato, mas também ele só chegou a disputar apenas uma Copa, mas ele era tão sensacional que com apenas um mundial disputado, conseguiu entrar para os melhores 11 da história das copas.

Pois bem, o que todos se perguntam é o motivo pelo qual um dos maiores jogadores da história do futebol mundial não chegou a disputar a sua segunda Copa do Mundo, mesmo a Holanda conseguindo a vaga para disputar o mundial de 78 na Argentina.

Em 1978 a Holanda voltou a disputar a Copa do Mundo, e chegou pela segunda vez consecutiva à final. E sentindo demais a falta de Cruyff, a Holanda terminaria aquela competição em segundo, acumulando seu segundo vice.

Johan-Cruyff-est-mort

Sem a presença do maior jogador do time, muitas especulações começaram a surgir, principalmente na Holanda. Um dos primeiros a surgir foi um suposto conflito com a Federação Holandesa em relação à premiação que seria paga aos jogadores para disputar a Copa do Mundo.

Mas essa teoria não se sustentou por muito tempo, e logo em seguida surgiu outra, aonde Jordi Finestres, amigo de Cruyff, afirmou:

“Ele não queria viajar para à Argentina porque era contra a ditadura de Videla”

Para quem não sabe, Jorge Videla era o ditador da Argentina em 1976 até 1981, Jorge também foi condenado por crimes contra a humanidade.

Johan Cruyff na Copa de 74
Johan Cruyff na Copa de 74

E naquele momento, era uma teoria que teria mais corpo para se sustentar, até porque Cruyff tinha uma fama de não ter medo de expor seu pensamento em relação política do ditador Franco.

“Johan se define como um homem ‘social’, nem de direita, nem de esquerda, mas acreditava nas sociedades livres e democráticas”, contou Finestres à AFP.

Em entrevista ao jornal do Peru, Deporte Total, Cruyff explicou que não foi isso que fez ele não jogar aquela Copa na Argentina.

“Não foi por isso, se fosse por questões políticas nunca teria jogado na Espanha durante a ditadura de Franco”, afirmou.

Segundo ele próprio revelou, sua família teria passado por situações muito complicadas, e ele não teria cabeça para deixar sua família na Holanda e ir para a Argentina disputar uma Copa.

“Eu anunciei minha aposentadoria da seleção em 1977. Cansei, tinha cumprido meu ciclo. Inventaram muitas histórias sobre isso”, declarou ao jornal peruano.

Em 2008, Cruyff chegou a revela por completo o motivo real, e esse relato se deu à Cataluña Radio.

70-cruyff

Antes daquela Copa de 78, Cruyff e sua família teriam sido vítimas de uma tentativa de sequestro na sua casa em Barcelona.

“Naquele momento veio alguém e colocou um rifle na minha cabeça. Eu estava amarrado, minha mulher também, junto com as crianças no chão da casa de Barcelona”, lembrou o ex-jogador.

Após esse trauma, “meus filhos iam à escola com a polícia e a minha casa ficou sob vigilância por alguns meses. Chega um momento em que você fala ‘basta’. Há momentos em que há outros valores na vida”, completou.

Cruyff (1)

Depois de acontecer isso, Cruyff decidiu não se afastar da sua família, prestar todo o apoio necessário para que todos que foram envolvidos nessa situação, ficassem bem.

Segundo Jordi Marcos, o fato dele não ter ido para a Argentina disputar a Copa do Mundo, não manchou sua carreira, afinal de contas, Cruyff havia alcançado a glória no futebol.

Confira mais matérias sobre o futebol holandês em: Futebol Holandês

%d blogueiros gostam disto: