Time da brasileira Thaísa nasce como favorito no Mundial de Clubes de Vôlei Feminino

Nessa semana foi fechada o último convite da FIVB para definir os participantes do Mundial de Clubes de Vôlei feminino, que será disputado na Tailândia, entre os dias 18 e 23 de outubro desse ano. A vaga ficou com as japonesas do  Hisamitsu Sprigs, que se juntam Rexona-Sesc-RJ (novo nome do time de Bernardinho, campeão sul-americano e da Superliga), Volero Zurich da Suiça, Pomi Casalmaggiore da Itália, Bangkok Glass da Tailândia, além dos turcos Eczacibasi Vitra e VakifBank.

As grandes rivais das brasileiras do Rexona/Sesc-RJ deverão ser as turcas do Eczacibasi, que vem investindo pesado e montando uma verdadeira seleção mundial no elenco. Há um pouco mais de um mês anunciaram a contratação da central da seleção brasileira Thaísa, que terá como levantadora a sérvia Maja Ognjenovic, uma das melhores do mundo na posição. Ognjenovic é uma jogadora alta e que gosta de abusar das largadas de segunda e de explorar o meio de rede e, portanto, deve fornecer muitas bolas para a central brasileira. Outra craque do time turco é a ponta russa Tatiana Kosheleva, campeão mundial em 2010 e MVP dos campeonatos europeus de 2013 e 2015. O Eczacibasi já conquistou 17 vezes o Campeonato Turco, mas nunca venceu a Champions League de vôlei, o grande objetivo da temporada.

Será um grande desafio para as meninas multicampeãs nacionais comandadas pelo técnico Bernardinho e que tem como uma das principais estrelas a excelente Nathália, dona de um ataque poderosíssimo. Estaremos de olho na Tailândia em outubro para acompanhar essa competição que será do mais alto nível técnico.

Marcelo Tadeu Parpinelli

Um cara que gosta de opinar sobre tudo, principalmente daquilo que não conhece e não entende. Aspirante a filósofo nas horas vagas.

%d blogueiros gostam disto: