Felipe Wu faz história no Rio de Janeiro

Histórico. Não há outra palavra que defina melhor a prata conquista por Felipe Wu no Tiro Esportivo, nesse sábado, nos Jogos Olímpicos. A modalidade que deu a primeira medalha de ouro para o Brasil na história das Olimpíadas, em 1920 nos Jogos de Antuérpia, em 1920, é também o responsável pela primeira medalha brasileira no Rio de Janeiro, com esse paulista de 24 anos, neto de chineses e filho de atiradores. Uma trajetória no esporte que começou aos 11 anos e chega ao ápice nesse fim de semana.

Wu começou a se destacar nos Jogos Olímpicos de Verão da Juventude de 2010, realizados em Singapura, quando conquistou a medalha de prata. No mesmo ano, conquistou a medalha de ouro ao compor a equipe brasileira nos Jogos Sul-Americanos de Medelin e Integrou a delegação nacional que disputou os Jogos Pan-Americanos de 2011, em Guadalajara, no México. Também conquistou a medalha de ouro nos Jogos Sul-Americanos de 2014, em Santiago. No Pan de Toronto, em 2015, conquistou a medalha de ouro na categoria pistola de ar 10 m. Também venceu duas etapas da Copa do Mundo de Tiro Esportivo em 2016: em Bancoque e Baku.

Nessa edição dos jogos, a prata veio na categoria pistola de ar de 10 metros. O ouro ficou com o vietnamita Xuan Vinh Hoang, que acertou um tiro perfeito na última tentativa, desbancando o brasileiro. Além do talento de Felipe Wu, a prata teve grande participação do público presente no Centro de Tiro do Parque Olímpico de Deodoro. A sempre alegre torcida brasileira cantou, gritou e tentou incentivar o atirador até então cético de que a torcida faria a diferença. “Até hoje de manhã eu falava que a torcida não fazia diferença para o tiro esportivo. Mas essa barulheira me deu uma energia muito boa.” declarou Wu após a conquista.

Atleta do Exército Brasileiro desde 2013, com a patente de terceiro sargento, e integra o Programa Atletas de Alto Rendimento (PAAR) criado pelo Ministério da Defesa para auxiliar o financiamento de atletas no país. O tiro esportivo é um esporte longevo e Felipe pode conquistar ainda muitas medalhas com o Brasil. Quem sabe nos 50m aqui mesmo no Rio de Janeiro.


Quer ficar por dentro de tudo o que ocorre nos Jogos Olímpicos? Então não deixe de acompanhar o @SeuEsporteBR no Twitter que tem a melhor cobertura de informações, notícias, jogos e eventos do que rolará no Rio de Janeiro e não perca nenhum detalhe.

Marcelo Tadeu Parpinelli

Um cara que gosta de opinar sobre tudo, principalmente daquilo que não conhece e não entende. Aspirante a filósofo nas horas vagas.

%d blogueiros gostam disto: