HOSPÍCIO #73 – Inexplicavelmente líder

Se alguém chegasse em você e te falasse, no dia em que Tite oficializou sua saída para a seleção: “O novo técnico do Corinthians será o Cristóvão Borges, e após 8 rodadas, o time será líder do Brasileirão”. Você o chamaria de louco, certamente. Apesar de se tratar de Corinthians, tal afirmação parecia impossível, por diversos aspectos. Mas, o impossível não existe no vocabulário do Corinthians.

hospício

Uma diretoria pífia, um técnico pouco rodado e nenhuma estrela no elenco. Um mix perfeito para um time ter uma péssima campanha, isso sem considerarmos todas as baixas que esse mesmo time, que já não era dos melhores, teve na comissão técnica e em questão à jogadores (seja por negociação ou questões físicas). De uma forma inexplicável, até mesmo para os corinthianos, tomamos a liderança na 17ª rodada.

Parece coisa de louco, mas que nem os loucos ainda parecem acreditar. O trabalho do novo técnico é bom, mas ainda não convence. Poucos jogadores são unanimidades e mesmo empatando os últimos 2 jogos jogando em casa, com um ataque fraco e com várias polêmicas de arbitragem contra nós, estamos na ponta.

O tempo dirá se essa liderança é passageira ou não. O por que o Corinthians é líder? Simplesmente Corinthians. Quanto está mais desacreditado, é quando ele mais se faz acreditar. Simplesmente Corinthians

Thiago Cunha Martins

Paulistano, alvinegro, co-fundador e Diretor-geral do HTE Sports. Jornalismo por paixão, Psicologia por vocação. Adorador do futebol e tudo o que o rodeia. Fã curioso da NFL, UFC e eventual seguidor de outros esportes

%d blogueiros gostam disto: