O futebol masculino é realmente necessário nos Jogos Olímpicos?

image

Todos sabemos que a medalha de ouro no futebol é a única conquista que a seleção pentacampeã não possui. E nos passaram que o Brasil tem que conquistar essa medalha. Mas é realmente importante esse campeonato? As Olimpíadas são basicamente vários campeonatos mundiais, disputados numa mesma sede dentro de 30 dias. E é aí que o futebol não se encaixa. Ele tem como principal competição mundial a Copa do Mundo, que é tão importante quanto os Jogos Olímpicos, em vários quesitos.

Como forma de tornar o futebol das Olimpíadas diferente do da Copa do Mundo, existe uma regra, as seleções devem convocar 18 atletas de até 23 anos, podendo apenas 3 acima desta idade. O que na teoria, é uma boa ideia e poderia render um bom campeonato. Poderia.

Nos Jogos Olímpicos, cada federação internacional é responsável pelo seu respectivo esporte. Vemos aí outro ponto que o futebol não se encaixa. A FIFA, encarregada pela modalidade também nas Olimpíadas, simplesmente “lava as suas mãos”. Tanto que não faz parte do calendário dela.

A partir da não inclusão dos Jogos Olímpicos no calendário da FIFA, é criado um enorme problema. Os clubes, que detém os direitos dos atletas, não são obrigados a liberá-los para a competição. E surgem os conflitos seleção-jogador-clube.

No Rio 2016, temos vários exemplos de problemas com convocações, como: Dybala pela Argentina, ele declarou que tinha o desejo de vir ao Brasil disputar a competição, mas foi impedido pelo seu clube, a Juventus. Felipe Anderson, teve que entrar em acordo com a Lazio e pagará uma multa, por essa “desobediência”. Neymar, CBF e Barcelona entraram em um acordo, o clube catalão não queria que o atleta disputasse Olimpíadas e Copa América, deixando escolher apenas uma.

Dybala-Argentina

O futebol no Rio 2016 tinha tudo para ser uma excelente competição, disputada e com vários craques. Mas a grande verdade é que só o Brasil está realmente interessado na medalha de ouro e virou candidato, quase que único, ao título. Abaixo segue uma lista de pontos sobre as seleções.

Colômbia – Vem sem Cuadrado e James Rodríguez.
Nigéria – Não tem seus principais jogadores sub-23, os atacantes Iwobi e Iheanacho.
Suécia – Não tem Ibrahimovic.
Alemanha – Não vem com força máxima.
Argentina – Vem sem Messi. Sem Dybala, bom jogador sub-23.
Portugal – Não tem nenhum campeão da última Eurocopa no elenco.

Foi vendida uma ilusão que a medalha de ouro é importantíssima para o Brasil, mas não é. Messi é campeão olímpico pelo seu país e ainda assim tem a fama de nunca ter ganho nada pela Argentina. O “ouro olímpico” é supervalorizado pelo simples fato de não ter.

argentina_campeaolimpica_2008_get_95

Por fim, o futebol é grande por si só, seu campeonato mundial é equivalente às Olimpíadas. É o esporte mais popular no mundo, com tamanha dimensão que se desmembrou dos demais. Não há necessidade de tê-lo nos Jogos Olímpicos. Futebol e Olimpíadas não combina.

Linekher de Andrade

16 anos. Jogador de futebol do Anápolis FC, sub17. Goiano com orgulho. E nome inspirado no artilheiro da Copa de 1986, o inglês Gary Lineker.

%d blogueiros gostam disto: