Análise Champions League 2016/17 – Grupo A

Fazendo a abertura da análise dos grupos da Champions League, vamos falar sobre o Grupo A, composto por PSG, Arsenal, Basel e Ludogorets. Em teoria, um grupo fácil para os dois maiores times – PSG e Arsenal – mas que pode se tornar complicado quando observamos um pouco melhor as outras duas equipes.

PSG

PSG

De treinador novo e sem Ibrahimovic, o que esperar do Paris Saint-Germain em mais uma temporada da Champions League? A equipe francesa buscará se reinventar para chegar finalmente ao seu título mais sonhado.  Reforços importantes chegaram do meio para frente. O volante polonês Krychowiak, ex-Sevilla, o atacante Hatem Ben Arfa, ex-Nice e o meia-atacante Jesé Rodríguez, ex-Real Madrid, são as principais novidades no estrelado elenco parisiense.

Mas, talvez o maior reservo esteja fora das quatro linhas. O treinador Unai Emery, que comandou o Sevilla de 2013 a 2016, conquistando o tricampeonato da Liga Europa, chega para impor um estilo de jogo muito diferente do que era aplicado por Laurent Blanc, ex-treinador da equipe. Seu maior desafio será rearrumar o time, que já não conta mais com David Luiz e Ibrahimovic.

Mesmo em momento de reconstrução, tanto dentro das quatro linhas, quanto no seu estilo de jogar, o PSG ainda é o favorito a passar em primeiro lugar no grupo. Apesar das mudanças, boa parte do elenco segue e esse entrosamento pode ser fundamental para avançar na competição.

Time-base: Trapp; Aurier, Thiago Silva, Marquinhos e Kurzawa; Thiago Motta, Verratti e Matuidi; Lucas (Ben Arfa), Cavani e Di María.

ARSENAL

Arsenal

Após o vice-campeonato da Premier League na última temporada, o Arsenal quer alçar voos maiores e conquistar pela primeira vez a Champions League. Esse será o 20º ano de Arsène Wegner no comando do clube.

O elenco possui boas novidades. O meia Granit Xhaka, o atacante Lucas Pérez e o zagueiro Mustafi foram as principais contratações. Jogadres como Giroud, Özil, Koscielny e Alexis Sánchez seguem formando a base da equipe.

O maior desafio do Arsenal é superar a si mesmo. Muitas vezes os Gunners acabam se perdendo em erros próprios, o que impedem da equipe londrina chegar mais longe.

Se nenhuma grande surpresa acontecer, o Arsenal tem tudo para avançar de fase ao lado do PSG. No entanto, se vacilar, pode acabar sendo surpreendido por Basel ou Ludogorets, times que apesar de mais fracos, não são nada bobos.

Time-base: Cech; Debuchy, Koscielny, Mustafi e Gibbs; Coquelin, Xhaka, Walcott, Özil e Alexis Sánchez; Giroud.

BASEL

Basel

Soberano no futebol suíço, o Basel venceu o campeonato nacional nos últimos seis anos e é figurinha carimbada na fase de grupos da Champions League.

Além de ser um time regular, a equipe suíça tem um bom histórico quando encontra times ingleses na fase de grupos. Em 2011, o Manchester United ficou para trás e viu o Benfica avançar em 1º lugar e o Basel em 2º. Em 2014/15, foi a fez do Liverpool ser a vítima. Os Reds ficaram de fora, enquanto a equipe da Basileia avançou junto com o poderoso Real Madrid.

Outro caso foi na temporada 2013/14. Apesar de não ter avançado, o Basel venceu o Chelsea pelo placar de 1×0. Sinal de alerta para o Arsenal!

Os principais nomes do elenco do Basel são o meia Matías Delgado, o atacante Seydou Doumbia, o zagueiro Balanta, ex-River Plate e o meia Taulant Xhaka, irmão de Granit Xhaka, do Arsenal.

Time-base: Vaclik; Lang, Sucky, Balanta e Gaber; Xhaka, Zuffi, Steffen, Delgado e Elyounoussi; Doumbia.

LUDOGORETS

Ludogorets

O Ludugorets tem sido uma grata surpresa nas últimas temporadas. Campeão búlgaro em quatro dos últimos cinco anos, as águias de Razgrad chegarão como o grande azarão desde grupo A.

A equipe recebeu um enorme investimento do empresário Cyril Domuschiev e a partir daí vem não somente conquistado os campeonatos nacionais, mas participando da fase de grupos da Champions League.

Outro fato sobre o Ludogorets é a grande quantidade de jogadores brasileiros em seu elenco. Ao todo são sete: Cicinho, Natanael, Lucas Sasha, Gustavo Campanharo, Wanderson, Júnior Quixadá e Jonathan Cafú. Ainda temos Marcelinho, que se naturalizou búlgaro.

Time-base: Stoyanov; Minev, Moti, Palomino e Natanael; Dyakov, Lucas Sasha e Marcelinho; Misidjan, Wanderson e Jonathan Cafú.

TABELA DO GRUPO

13/09 – PSG x Arsenal
13/09 – Bassel x Ludogorets

28/09 – Arsenal x Basel
28/09 – Ludogorets x PSG

19/10 – PSG x Basel
19/10 – Arsenal x Ludogorets

01/11 – Basel x PSG
01/11 – Ludogorets x Arsenal

23/11 – Ludogorets x Basel
23/11 – Arsenal x PSG

06/12 – Basel x Arsenal
06/12 – PSG x Ludogorets

PALPITE

  1. PSG – 15
  2. Arsenal – 10
  3. Basel – 7
  4. Ludogorets – 5

Veja também os outros grupos:  Grupo B | Grupo C | Grupo D | Grupo E | Grupo F | Grupo G | Grupo H

Heider Mota

Baiano, 21 anos, estudante de jornalismo e amante dos esportes. Twitter: @heiderzito

%d blogueiros gostam disto: