Goleiros se destacam nas heroicas classificações de Coritiba e Chapecoense na Sul-Americana

50% foi o aproveitamento dos brasileiros nas oitavas de final da Copa Sul-Americana 2016. Enquanto Flamengo e Santa Cruz foram eliminados, Chapecoense e Coritiba foram guerreiros e em disputas de pênaltis emocionantes conquistaram a classificação para a próxima fase.

VEXAME RUBRO-NEGRO!

Jogando no estádio Kleber Andrade, em Cariacica, o Flamengo, que foi o único brasileiro a vencer nos jogos de ida (1×0, no Chile), foi surpreendido pelo Palestino e perdeu por 2×1. A equipe rubro-negra não entrou com força máxima, jogadores como Diego e Willian Arão foram poupados. Com isso, o time chileno cresceu e abriu 2×0 ainda na primeira etapa. O Fla fez o seu gol, mas não foi o suficiente, já que apesar do placar agregado ter ficado empatado, o time chileno marcou duas vezes fora de casa. Agora, foco total do Mengão no Brasileirão.

FOI POR POUCO!

O Santa Cruz jogou como nunca diante do Independiente Medellín. A equipe pernambucana não atravessa boa fase na temporada e precisava vencer por três gols de diferença para classifcar. Sob o comando do centroavante Grafite, que não marcava há três meses, o tricolor pernambucano foi para cima e conseguiu abrir 3×0, com três gols do experiente atacante. No entanto, o Medellín acabou fazendo um gol e estragou a festa do time nordestino.

QUATRO VEZES DANILO!

A Chapecoense teve muitas chances para decidir o confronto com o Rei do Copas, o Independiente, com a bola rolando. No entanto, bolas na trave, defesas do goleiro Campaña e a falta de pontaria acabaram levando o jogo para a disputa de pênaltis. E foi aí que brilhou a estrela de Danilo. Das oito cobranças do time argentino, o goleiro da Chape defendeu quatro. Com a classificação garantida, o Verdão de Chapecó enfrentará o Junior Barranquilla, da Colômbia, nas quartas de final.

COXA NÃO É O NÁUFRAGO, MAS É PARCEIRO DO WILSON!

A situação do Coritiba era uma das mais improváveis. Perdeu em casa e enfrentaria o Belgrano, na Argentina, com o estádio Mario Kempes lotado, mais de 57 mil pessoas. Além de tudo, ainda saiu atrás no placar. Mas o Coxa foi guerreiro, virou o jogo para 2×1 e levou a partida para a disputa de pênaltis. O goleiro Wilson, além de defender duas cobranças, fez um dos gols que garantiram o Coritiba na próxima fase. A parada é duríssima nas quartas de final, quando o Coxa enfrentará o Atlético Nacional, atual campeão da Libertadores.

bolas-2014-0-00-04-29

BOLA CHEIA 1: O goleiro Wilson, do Coritiba, foi um dos destaques brasileiros na rodada da Sul-Americana. Duas defesas na disputa de pênaltis, além de chamar a responsabilidade e converter uma das cobranças.

BOLA MURCHA 1: A torcida do Independiente e a Polícia Militar protagonizaram cenas feias na Arena Condá. Brigas com direito a spray de pimenta que fez com que o jogo ficasse 15 minutos paralisado.

BOLA CHEIA 2: Grafite voltou a brilhar e marcou três gols na vitória do Santa Cruz por 3×1, em cima do Independiente Medellín.

BOLA MURCHA 2: O Flamengo decepcionou e foi derrotado, no Kléber Andrade, pelo Palestino, sendo eliminado da Sul-Americana.

BOLA CHEIA 3: Danilo, da Chapecoense, defendeu quatro cobranças na disputa de pênaltis e contribuiu para a classificação da Chape às quartas de final.

Heider Mota

Baiano, 21 anos, estudante de jornalismo e amante dos esportes. Twitter: @heiderzito

%d blogueiros gostam disto: