MOSTRA TEU VALOR #17 – O “mim acher” fail

Foto: Mauro Akin Nassor/CORREIO

 

O zagueiro Victor Ramos voltou ao Vitória no início de 2016 com a promessa de ser o grande xerife do sistema defensivo rubro-negro. Aos gritos de “ão ão ão, VR3 é xerifão”, o jogador foi recebido pela torcida na festa de apresentação armada pela diretoria do clube.

Desde então, Victor Ramos, dentro de campo, não correspondeu. Atuações fracas, sucessivas falhas, até mesmo polêmicas como a que foi gerada pela sua transferência.

O primeiro “embate” com a torcida, de fato, aconteceu após a derrota para o Santos por 3×2, no Barradão, no final do mês de julho. O carro do jogador foi apedrejado e o clube até criou uma campanha contra a violência e pedindo respeito. Comentamos sobre nessa outra edição do Cantinho do Torcedor do Vitória.

Para coroar a “belíssima” temporada que vem fazendo, Victor Ramos, muito estranhamente, apresentou uma inflamação na sola do pé. O jogador vem realizando tratamento e foi ausência nos últimos jogos. Porém, tudo se complicou para ele nessa segunda-feira (12).

Victor Ramos não compareceu à Toca do Leão na manhã desta segunda, onde era esperado para seguir o seu tratamento da inflamação na sola do pé. Além disso, uma imagem do jogador da festa sertaneja Villa Mix, realizada na tarde do último domingo (11), em São Paulo, foi espalhada pelas redes sociais, complicando ainda mais a sua situação.

Victor Ramos alegou problemas pessoais para viajar a São Paulo e foi flagrado no Villa Mix no último domingo (11)
Victor Ramos alegou problemas pessoais para viajar a São Paulo e foi flagrado no Villa Mix no último domingo (11)

Victor Ramos foi afastado por sete dias de qualquer atividade envolvendo o Esporte Clube Vitória e ainda será multado em seu salário.

A pergunta que fica é: isso foi suficiente? Um jogador que alega problemas pessoais para viajar à Sâo Paulo, em meio ao tratamento de uma lesão (que agora passo a desconfiar ainda mais de sua veracidade) e é flagrado em show, bebendo, tem o comprometimento necessário para ajudar o Vitória a sair dessa situação tão complicada? Como confiar em um “profissional” desse tipo?

Que Victor Ramos é barqueiro, das noites e da cerveja nós já sabíamos. Jogador de futebol é ser humano e tem direito a se divertir. Mas, enquanto atleta que recebe salários em dia do clube, ele no mínimo deve ter respeito e comprometimento. Isso Victor Ramos mostrou que não tem.

Suspensão de sete dias foi bom para ele, que poderá beber e ir para outras festas no período. Rescisão também seria cômodo, já que receberia seus salários sem sequer treinar. A melhor medida era deixá-lo afastado, apenas treinando, até que o contrato se encerre.

Victor Ramos, se dependesse de mim, você nunca mais vestia o manto rubro-negro!


Você pode sugerir pautas, assuntos, deixar críticas e conversar comigo aqui no espaço dos comentários ou através do meu Twitter @heiderzito. Não deixe de acompanhar também o site Arena Rubro-Negra, maior portal dedicado exclusivamente à torcida do Leão da Barra e site que também faço parte.

Heider Mota

Baiano, 21 anos, estudante de jornalismo e amante dos esportes.

Twitter: @heiderzito

%d blogueiros gostam disto: