Muita calma nessa hora

É, conquistamos o inédito ouro olímpico, foi lindo, que golaço de falta do Neymar, o Weverton quando precisou estava lá, o Renato Augusto distribuiu o jogo bem demais, lembrou aquele estilo de volante clássico vide Falcão. Não existe mais sete a um, não existe mais vexames em Copa América, a Seleção Pentacampeã do Mundo voltou, 5 estrelas no peito e 18 heróis olímpicos.

Eu vibrei e vibrei muito, orgulho bateu no peito quando a Seleção já havia me dado diversos motivos para desistir dela, mas nós não desistimos, a mão de Ruídiaz nos tirou da Copa América o no segundo seguinte já pensávamos nas Olimpíadas. Mas precisamos analisar friamente.

  • África do Sul, Iraque, Dinamarca, Colômbia, Honduras e Alemanha; seis jogos até a conquista, qual dessas seis equipes tinha tanta qualidade em campo quanto nós tínhamos?
  • Qual modelo tático Rogério Micale usou? Quantos desses meninos realmente estão preparados para as Eliminatórias?

O nível técnico das Olimpíadas foi fraco, eram meninos que estão ainda engatinhando no mundo de futebol contra os brasileiros que em sua maioria já estão no mínimo há 3 anos jogando em futebol profissional. Marquinhos, Neymar, Felipe Anderson, Rafinha já atuam na Europa. Gabriel Jesus, Gabriel Barbosa e Douglas Santos estão rumando ao Velho Oriente.

Hoje viraremos a chave, voltaremos a nossa realidade, uma competição complicada rumo à Rússia, enfrentaremos o Equador fora de casa e a Colômbia em casa, vitórias nesses jogos são importantíssimas para não desgarrar do pelotão de cima. E Tite terá muito trabalho:

  • Impor um sistema tático em uma Seleção que há anos não conhece o que é isso, íamos no bumba meu boi pra cima dos adversários, contando com qualidades individuais do quarteto mágico em 2006, de Kaká em 2010 e de Neymar em 2014.
  • Deixar os problemas externos fora do campo, o peso que colocaram nas costas do Neymar, a birra que o torcedor tem com Daniel Alves, David Luiz, Thiago Silva e outros jogadores.
  • As convocações de Tite, vide pela primeira, não serão da maneira que o senso comum espera, Paulinho e Taison são surpresas na Granja Komari e as próximas convocações se mantiverem surpresas podem começar a dar dor de cabeça ao nosso treinador.

Mas algo as Olímpiadas trouxe de volta, a vontade de torcer pela Seleção Brasileira, a vibração com a amarelinha, isso é algo incrível e só depende do rendimento em campo da Seleção Principal para isso se manter.

Renan Thierre

Antigamente comia areia e catarro, futuramente um professor de História, atualmente editor no HTE Sports e finge que entende de futebol e outros esportes.

%d blogueiros gostam disto: