Brasil 5×0 Bolívia: a maior estrela da seleção não está dentro do campo

Um passeio. A seleção brasileira fez um primeiro tempo impecável e goleou a Bolívia pelo placar de 5×0. A partida, disputada na Arena das Dunas, em Natal (RN), foi uma bela oportunidade para a torcida brasileira acompanhar de perto uma goleada da equipe canarinha.

OS GOLS DO JOGO

O Brasil não demorou para abrir o placar. Aos 10 minutos do primeiro tempo, Neymar roubou a bola, tabelou com Gabriel Jesus e recebeu livre, sem goleiro, para abrir o placar. Esse foi o gol número 300 da carreira do camisa 10 da seleção brasileira, que chegou aos 49 gols pelo Brasil, sendo isoladamente o quarto maior artilheiro.

O segundo gol saiu após uma boa trama. Giuliano fez uma jogadaça pela direita, tocou para trás e Philippe Coutinho empurrou para o fundo das redes. Inspirado nas assistências, Neymar lançou Filipe Luís, que invadiu a área e tocou com categoria para ampliar.

E ainda cabia mais. Aos 43 minutos da primeira etapa, Neymar deu assistência eGabriel Jesus tocou com muita categoria para fazer mais um.

Quando parecia que estava tudo decidido, o Brasil chegou a mais um gol. E ele saiu após jogadinha do Liverpool. Coutinho cobrou escanteio, Firmino desviou de cabeça e deu números finais ao placar.

A ESTRELA BRILHOU!

Quando se fala em estrela da seleção você deve pensar imediatamente em Neymar. Mas, quem é realmente o maior diferencial do Brasil é o treinador. Essa foi apenas a terceira partida da seleção brasileira sob o comando de Tite, mas é notória a diferença em relação não somente aos resultados, mas também a postura em campo do time. Seja defensivamente, seja ofensivamente. Tite é um treinador de verdade e a falta de um treinador de verdade fez com que o Brasil passasse por muitas dificuldades antes da sua chegada.

DÁ PARA EMPOLGAR?

Calma. Tudo bem que foi uma belíssima atuação, mas foi contra a Bolívia, seleção muito inferior tecnicamente. Mas, não é o resultado que nos dá esperança de que o Brasil continue bem. Mas sim as boas atuações, a marcação correta, a postura tática dos atletas em campo. A empolgação não vem do resultado, vem da arrumação apresentada.

DESFALQUES FIZERAM FALTA?

Não. Sequer deu para sentir a ausência de Marcelo, Paulinho e Casemiro. Filipe Luís, Giuliano e Fernandinho fizeram uma excelente partida, mostrando que o elenco da seleção é bom.

ESFRIA A CABEÇA, NEYMAR!

Apesar de ter 49 gols em 73 jogos, Neymar também tomou 16 cartões amarelos com a camisa da Seleção Brasileira, número muito alto para um atacante. Tudo bem que esse foi super forçado para que ele pudesse ficar tranquilo para jogar contra a Argentina, mas o nosso camisa 10 precisa de mais calma, administrar mais, fugir das confusões.

SITUAÇÃO

A Seleção Brasileira encerra a 9ª rodada das Eliminatórias com 18 pontos marcados, ocupando a 2ª colocação. A próxima partida será na terça-feira (11), às 21h30, contra a Venezuela.

Heider Mota

Baiano, 21 anos, estudante de jornalismo e amante dos esportes.

Twitter: @heiderzito

%d blogueiros gostam disto: