ACADEMIA ALVIVERDE #21 – Corações ofegantes

Texto: Helena Victoretti

Faltam sete. Um verbo e um número, que para alguns não significa nada, mas para 18 milhões de palmeirenses significa muito, ou talvez tudo. Sete jogos, sete lutas contra tudo e contra todos. No começo do ano fizemos a famigerada promessa “cada jogo é uma final”, e estamos cumprindo com a palavra, fazendo valer cada partida disputada. Quebrando tabus, vencendo clássicos e jogos importantes, ultrapassando barreiras e limites, calando a boca de muita gente, afrontando a imprensa, a CBF e os rivais… doa a quem doer.

Não queremos números, estatísticas, probabilidades e nem favoritismo. Queremos o título e nada mais. Os pseudo-jornalistas não são ninguém perto da grandeza da Sociedade Esportiva Palmeiras, a imprensa tão parcial e injusta não abala a fé no ENEA, os rivais e os falaciosos não apagam 102 anos de histórias. Cucabol, elenco rachado, time despreparado…as mentiras e intrigas inventadas só mostram o desespero deles.

Confesso que houve momentos de desespero diante das poucas derrotas (graças a Deus), agonia nos pontos perdidos, ansiedade antes de cada jogo, esperança em cada virada, alegria em cada vitória e em cada rodada ao ver o time líder. Porque, afinal o Palmeiras é isso, é cada noite mal dormida pensando na boa ou má fase, é a tão sagrada promessa pra ver o time campeão, é a “corneta” na escalação, é a tortura ao ter que acompanhar jogo pela rádio ou pelo celular, é a lágrima que escorre ao redigir esse texto, é o abraço no amigo da arquibancada, é a unha roída de nervosismo nos jogos, é a discussão com o colega rival, é o banho de cerveja na comemoração na Turiassu, é o pulo do sofá na hora do gol…o Palmeiras é pura emoção e eu tenho dó quem não sabe o que é isso.

Em nome dos corações alviverdes ofegantes, ansiosos, destemidos e esperançosos. Em nome de todos que acreditam no ENEA, mais do que nunca nós ESTAMOS JUNTOS RUMO AO TÍTULO!

%d blogueiros gostam disto: