Mais mudanças na Sul Americana e na Libertadores

Saiu no final do último domingo (2), que o Brasil terá mais duas vagas na Libertadores, com Argentina Chile e Colômbia tendo mais uma, contando, assim, a principal Copa do continente sul americano com 44 equipes. Não foram só esses as mudanças, mas esclareceremos as mesmas neste post.

44 equipes

44 times jogarão a Copa Libertadores da América em 2017, sendo 7 do Brasil (8, caso algum brasileiro conquiste a Sul Americana). Nas últimas edições, inclusive a de 2016, jogaram 38. Com a mudança, a fase prévia da competição, muito conhecida aqui no Brasil como Pré-Libertadores, fica com 16 times, iniciando em 8 chaves de dois, sobrando 8; passando para 4 chaves de 2, se classificando os ganhadores destas para a fase de grupos. Há um porém importante nesse novo sistema: os 2 melhores dos 4 times desclassificados na primeira fase, estarão automaticamente classificados para a Sul Americana.

Fase de grupos da Libertadores

Jogam os 26 classificados diretamente, pelas vagas diretas em sistemas individuais de cada um dos países participantes, o campeão da última Libertadores e da Sul Americana – mudando o sistema de 2015, em que o campeão da Sul Americana tinha vaga na primeira fase da Libertadores -, os 4 classificados na fase prévia, totalizando 32 times. Todos os terceiros colocados irão para a Sul Americana.

Final segue sem mudanças

A Conmebol anunciou que as partidas finais da Libertadores seguirão o modelo atual – ida e volta. No entanto, a mudança para jogo único não foi descartada para futuras temporadas.

Sul Americana

As mudanças dão à Sul Americana uma importância maior. Com extensão de tempo (que será de Junho à Dezembro) e de clubes, incluindo os da Libertadores, a competição entra em uma nova Era. 44 equipes disputam a primeira fase, sendo 22 classificados. Na fase de grupos, entram os 8 melhores terceiros colocados e os outros 2 melhores eliminados na Pré-Libertadores, totalizando 54 clubes participantes.

Mata-mata

O mata-mata continua o mesmo, nas duas competições, com uma única diferença que, na Libertadores, o jogo será único com local anteriormente determinado (o que ainda não está confirmado pela entidade máxima do futebol sul americano), e na Sul Americana, o jogo é de ida e volta, como tradicionalmente se jogava na Libertadores

Mudanças que modernizam o futebol sul americano. Apesar das controvérsias opiniões, as competições se aproximaram e muito aos padrões UEFA (Champions League e UEFA Europa League), tão elogiadas, pelo menos, no Brasil.

Thiago Cunha Martins

Paulistano, alvinegro, co-fundador e Diretor-geral do HTE Sports. Jornalismo por paixão, Psicologia por vocação. Adorador do futebol e tudo o que o rodeia. Fã curioso da NFL, UFC e eventual seguidor de outros esportes

%d blogueiros gostam disto: