MOSTRA TEU VALOR #19 – Filme repetido

A derrota para o Sport me fez ter a certeza de que torcer para o Vitória é como ser fã de um filme antigo e assisti-lo todo final de semana. Você já sabe o que vai acontecer, mas ainda assim fica animado, cria expectativas e quando chega o resultado final fica com a sensação de que já viu aquilo antes (porque realmente já viu). Torcer para o Esporte Clube Vitória é gostar de ver filme repetido.

E esse filme repetido conta uma história que não é muito agradável. O time inicia a temporada com a promessa de que será um ano diferente. Promessas aliás, feitas sempre pelos dirigentes (que conseguem iludir a torcida). Protagonismo, títulos, boas contratações. Cria-se a expectativa de ver isso tudo acontecer no decorrer do ano, mas geralmente não é bem assim.

Pior de todos os problemas seja a falta de profissionalismo. É inadmissível que os homens que cuidam do futebol do Vitória não percebam as deficiências que o time tem. Jogadores como Tiago Real, Amaral e Vander não poderiam, em hipótese alguma, a essa altura do ano, ainda vestir a camisa do Vitória. Mas como diria um tal de Vovô Mundico, quem é que tem um Tiago Real? Quem? Pode ter igual, melhor não tem.

Elenco carente, falhas sucessivas, vacilos em momentos onde não se pode vacilar. É inacreditável como toda vez que o Vitória briga contra o rebaixamento acontecem as MESMAS coisas. É tão difícil corrigir seus erros assim? A torcida não merece passar por isso.

É minha galera rubro-negra, o que nós podemos fazer além de sentar e assistirmos atentos mais uma vez esse filme que, apesar de repetido, não conseguimos largar nunca? Torcer para que, sei lá, por ironia do destino, esse filme tenha um final diferente daquele que vimos em 2004, 2010 e 2014.

Foto: Fabiano Mesquita/FramePhoto/Gazeta Press  

Heider Mota

Baiano, 21 anos, estudante de jornalismo e amante dos esportes.

Twitter: @heiderzito

%d blogueiros gostam disto: