TNF #6 – Chargers vencem Broncos em duelo equilibrado

Abrindo a semana 6 da NFL, um clássico da AFC West aconteceu em San Diego: os Chargers receberam o Denver Broncos no Qualcomm Stadium. E a partida só foi decidida no último lance, onde os Broncos executaram uma Hail Mary para empatar o jogo.

Comandados por Philip Rivers (que se tornou o quarterback com mais jardas aéreas na história da franquia ontem à noite), os Chargers dominaram a primeira metade da partida e abriram 10×0, após touchdown do WR Hunter Henery e field goal de Josh Lambo. Os Broncos só conseguiram diminuir pouco antes do intervalo, com Brandon McManus jogando a bola oval no meio do ‘Y’, marcando 10×3 no placar ao fim do segundo quarto.

Na volta para o segundo tempo e ajudados por um jogo terrestre bem estabelecido no ataque com o RB Melvin Gordon (foram 27 corridas para ganho de 94 jardas), só os Chargers pontuaram. Tudo bem, foram 3 field goals de Josh Lambo, mas que davam o 19×3 no placar para a equipe da casa e ótima vantagem para o quarto final.

O último período da partida, aliás, foi uma loucura: primeiro, safety em favor dos Chargers, após um holding da defesa dos Broncos dentro da sua endzone. Logo em seguida, no punt para devolver a bola, o jogador de linha ofensiva Kenny Wiggins sofreu fumble e a bola voltou para o ataque de Denver. Trevor Siemien capitalizou o turnover e anotou o touchdown, após passe para o WR Benny Fowler.

Com o placar em 21×10, a defesa dos Broncos apareceu e o ataque teve a chance de tentar o milagre. Brandon McManus fez um FG deixando a diferença em apenas uma posse de bola. E, após chutar e recuperar o onside kick, Trevor Siemien não conseguiu conectar algum recebedor na endzone para manter os Broncos vivos no jogo.

Na semana 7, o San Diego Chargers (2-4) viajam até Atlanta e enfrentarão os Falcons (4-1). Já o Denver Broncos (4-2) recebe no Colorado o Houston Texans (3-2), em jogo do Monday Night Football.

Geisson Pereira Miranda

Mineiro, 21 anos. Estudante de Administração na Universidade Federal de Ouro Preto. Acompanha especialmente basquete, futebol americano, tênis e, claro, futebol.

%d blogueiros gostam disto: