Turnover – Jay Cutler: overrated, underrated ou nunca te enganou?

Lembro-me bem do início de carreira de Jay Cutler no Denver Broncos. Ele substituiu Jake Plummer, um jogador regular, e parecia ser o futuro da franquia. A dupla com Brandon Marshall fez muito sucesso em 2006 e 2007, e mesmo não atingindo os playoffs, a parceria parecia que renderia frutos. Entretanto, Cutler teve problemas com a franquia e foi trocado com o Chicago Bears em 2009, que tinha uma defesa ainda muito boa (havia chegado ao SB em 2006 contra os Colts e perdeu).

Em Chicago, seu primeiro ano foi muito complicado. Ele lançou 3666 jardas, para 27 TD’s e 26 INT, além de 4 fumbles. Mas os números eram justificados pela ausência de recebedores confiáveis nos Bears. Veio a temporada de 2010 e Cutler conseguiu levar os Bears a pós temporada, a única da sua carreira. Após uma vitória sobre o Seahawks, derrota em casa para os Packers na final de conferência, em um jogo onde Cutler foi acusado de não ser guerreiro por não ter jogado mesmo após levar uma paulada de um defensor.

A partir daí, o desempenho de Cutler foi ladeira abaixo. Incrivelmente, os Bears renovaram o contrato de Cutler em 2014 por 7 ANOS, pagando 126 MILHÕES DE DÓLARES, SENDO 54 MILHÕES GARANTIDOS (desculpe, mas precisei colocar os valores em letras garrafais). Um dos maiores contratos da NFL para um QB que em 11 anos na liga, só levou a equipe uma vez a pós temporada. Será que os Bears esperam de Cutler algo que ele não pode dar?

Na última terça-feira (11), o TE Martellus Bennet, que jogou com Cutler nos Bears por 3 anos, detonou em entrevista o QB dos Bears, dizendo que Cutler não é um líder, mas sim um bebê chorão. “Todo mundo espera um líder, mas eles sabem que ele (Cutler) não vai entregar essa liderança”, disse o TE que agora está nos Patriots.

Para complicar, Brian Hoyer assumiu o comando da equipe após (nova) lesão de Cutler e foi bem. Mesmo com derrotas, o jogador vem tendo boas atuações e começa a fazer com que Cutler seja questionado. Chegou a hora da mudança “under center” em Chicago? Jay Cutler  pode ser considerado um overrated de sorte? Um underrated azarado? Ou você sempre acreditou que ele não daria muito mais do que já fez na NFL?

OVERRATED

Após um início 3-0, os Texans perderam duas partidas seguidas e, ainda que liderem a divisão sul da AFC, tem preocupações. As fracas atuações de Brock Osweiller mostram que o QB ainda tem muito que se desenvolver para ser considerado o presente e futuro em Houston. Como diz o ditado, “se apertar, ele entrega!”

UNDERRATED

T.Y Hilton é um dos melhores WR da NFL, mas não tem toda a mídia merecida. O jogador vem sendo peça fundamental para os Colts ainda sonharem com a divisão (apesar da segunda pior defesa da NFL), graças as suas 35 recepções que renderam 507 jardas e 3 TD’s.

%d blogueiros gostam disto: